Conteúdo publicado há 18 dias

'Vamos melhorar': Emicida fala de eleições durante show no Ibirapuera

Emicida aproveitou a apresentação de "AmarElo - A Gira Final" no Parque Ibirapuera, em São Paulo, neste sábado (25) para lembrar das eleições municipais deste ano e fazer uma crítica à atual gestão da cidade, comandada atualmente por Ricardo Nunes.

O que aconteceu

"Tem muito para melhorar nessa prefeitura aí. Pra quem acha que não é importante, lembrem-se que tudo começa no município", alerta o artista.

O show de "AmarElo - A Gira Final" encerra a turnê do disco AmarElo, que venceu o Grammy Latino na categoria de melhor álbum de rock ou música alternativa em língua portuguesa, em 2020. Os ingressos esgotaram em São Paulo. O espetáculo "AmarElo" levou para o mundo um disco que Emicida chama de "experimento social".

A apresentação teve abertura de Discopédia, Jota.pê, Pathy Dejesus e DJ Sophia. O espetáculo contou com participações de Rico Dalasam, Rashid, Prettos, Fabiana Cozza, Amiri, Dory de Oliveira, Stefanie, Muzzike, Raphão Alaafin, Souto MC, Doctor MC's, Projota, Jé Santiago, Rappin Hood, Miguelzinho do Cavaco, Karol Conká e Pastor Henrique Vieira.

A turnê "AmarElo - A Gira Final" segue de norte a sul do Brasil, passando por 12 cidades. O show já aconteceu em Belo Horizonte (08 e 09 de abril) com ingressos lotados; Porto Alegre (6 de abril); Brasília (12 de abril); Goiânia (13 de abril); Recife (26 de abril); Salvador (11 de maio) e Rio de Janeiro (18 de maio). Depois deste fim de semana em São Paulo (25 e 26 de maio), a turnê passa por Florianópolis (21 de junho, na Arena Opus); Curitiba (22 de junho, na Live Curitiba); e Belém (28 de junho, no festival Ambienta).

Deixe seu comentário

Só para assinantes