Conteúdo publicado há 23 dias

Susana Vieira sobre traição e overdose do ex: 'Piores dias da minha vida'

Susana Vieira, 81, desabafou sobre a traição e morte por overdose do ex-marido Marcelo Silva. A atriz afirmou que foram os piores dias da sua vida.

O que aconteceu

Em sua autobiografia "Senhora do meu destino", a atriz falou do fim do seu casamento com o ex-policial Marcelo Silva. Segundo o jornal Extra, na publicação, ela descobriu uma traição pelos jornais, em 2008, quando tinha 66 anos. "Sempre tive consciência que um amor dura o tempo que tiver que durar. Ao mesmo tempo, quando estou amando, sempre acho que vou viver com aquela pessoa a vida inteira. Não consigo começar uma relação amorosa achando que vão durar dois anos, apenas", disse ela.

Acordei um dia com uma traição contada pelos jornais: 'Marido de Susana Vieira tem uma amante há meses'. Uma traição enorme, com fotos, com provas. Na mesma hora, botei Marcelo para fora de casa, e ele foi morar com a amante em um hotel na Barra afirmou Susana.

A artista expôs como seu nome ficou envolvido nas notícias e como foi criticada por ser relacionar com um homem mais novo. Uma amante, conhecida como Fernanda Cunha, com 24 anos à época, disse ter sido agredida pelo ex-marido de Susana. Depois disso, quase uma semana, ela assumiu o namoro com a amante ao vivo no programa "A Tarde é Sua" (RedeTV!). Ela ainda falou de como foi julgada pela diferença de idade.

Fui ridicularizada. Todos diziam a mesma coisa: 'Você acha que o cara não iria te trair? E você queria que acontecesse o que com um cara bem mais novo?'. Eu me perguntava se, por um acaso, alguém com 35 anos é um jovenzinho. Ele era um homem. Era o meu marido, não um namorado. Não sou imbecil, não era uma menininha para ficar traumatizada com uma traição

Ela continuou o desabafo: "Não sou mulher de segurar homem perto de mim o tempo todo. Então, quando as pessoas me perguntavam se eu não achava natural que isso acontecesse, eu respondia que não. Porque ainda acredito no ser humano. Porque não me passa pela cabeça que, quando me apaixono, a sociedade inteira está achando que aquele homem jovem está comigo para me explorar", declarou.

Mas posso garantir que foram os piores dias da minha vida. Eu tive que andar escoltada e ter seguranças em minha casa dia e noite destacou a atriz.

A atriz contou que o relacionamento entre os dois começou dois anos antes. O encontro aconteceu em meio ao Carnaval, quando ela foi rainha de bateria da Grande Rio e se apaixonou pelo "tipo e olhos verdes" do ex-policial que fazia sua segurança.

Semanas após o fim do relacionamento, o policial foi encontrado morto em um apart-hotel na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A polícia concluiu que ele consumiu cocaína por 13 horas e a causa da morte teria sido overdose. "O que mais me ofendeu e feriu foi a imprensa ter ficado contra mim. Isso foi a coisa mais absurda, abjeta, preconceituosa que já vi. Quem teve uma overdose que o levou à morte foi ele. Quem tinha uma amante era ele".

Continua após a publicidade

Ela acrescentou e disse: "E eu que viro a irresponsável por ter me casado por amor? Diziam: 'Como você não viu isso antes?'. E por um acaso alguém conhece tanto o outro assim antes de um intenso convívio? Pois se até convivendo diariamente com alguém surpresas desagradáveis podem acontecer", finalizou.

Deixe seu comentário

Só para assinantes