Conteúdo publicado há 2 meses

Preta Gil vira nome de lei no Rio de Janeiro após diagnóstico de câncer

Preta Gil virou nome de lei no Rio de Janeiro após diagnóstico de câncer. A cantora descobriu a doença em janeiro do ano passado, quando começou um tratamento e passou por cirurgias e sessões de quimioterapia.

O que aconteceu

Lei aborda a prevenção contra a doença da cantora. O projeto nº 2371/2023 aprovado pela Câmara de Vereadores foi sancionado pelo prefeito Eduardo Paes na quarta-feira (3) e divulgado no Diário Oficial do município nesta quinta (4). O texto fala sobre o câncer que a cantora foi paciente durante todos esses meses.

A proposta foi escrita pela vereadora Verônica Costa, Luciana Novaes, Marcos Paulo e Niquinho e cita campanhas prevenção e conscientização ao adenocarcinoma.

No Diário Oficial do Rio, o prefeito fala da sanção da lei. "Dirijo-me a Vossa Excelência para comunicar que, nesta data, sancionei o Projeto de Lei nº 2371, de 2023, de autoria dos senhores vereadores Veronica Costa, dr. Marcos Paulo, Luciana Novaes e Niquinho", diz.

"Institui a campanha permanente de prevenção e conscientização ao adenocarcinoma - Lei Preta Gil, cuja segunda via restituo com o presente".

Eduardo Paes

A campanha permanente de prevenção tem a finalidade de promover e conscientizar a população acerca da doença. Além das formas de prevenção e os tratamentos, estimular ações educativas mediante a difusão dos conhecimentos científicos relacionados ao adenocarcinoma na perspectiva da prevenção, do diagnóstico precoce e dos meios de tratamento.

A campanha deverá utilizar indicadores e índices para assegurar o aprimoramento das políticas públicas, de acordo com o texto. O poder público poderá fazer parcerias com entidades e instituições, públicas ou privadas, com o objetivo de promover atividades para a campanha tratada na lei. As despesas para execução vão ocorrer de dotações orçamentárias próprias.

Deixe seu comentário

Só para assinantes