O último jantar da princesa Diana: qual a história do luxuoso hotel Ritz?

Luxuoso e centenário hotel de Paris, o Ritz foi um dos últimos lugares em que a princesa Diana e o namorado Dodi Al-Fayed estiveram antes do trágico acidente que os matou, em agosto de 1997. O hotel foi retratado na última temporada da série "The Crown", da Netflix. O hotel só faz parte da história de Diana devido a Mohamed Al-Fayed, pai de Dodi.

Como é o Ritz

O Ritz fica no número 15 da Place Vendôme, um endereço nobre da capital francesa. O local, com ares palacianos, já foi moradia de Coco Chanel.

Hotel Ritz, em Paris; local foi comprado por Mohamed Al-Fayed
Hotel Ritz, em Paris; local foi comprado por Mohamed Al-Fayed Imagem: Angelina Alonzi/Divulgação/Instagram

Foi comprado por César Ritz em 1897. Quase 100 anos depois, em 1979, o empresário Mohamed Al-Fayed resolveu comprar o hotel, pagando US$ 20 milhões, em uma parceria com seus irmãos Ali Al-Fayed e Salah Al-Fayed.

Quando comprei o Ritz, tinha em mente reformar o hotel à imagem de César Ritz, fazer coisas aqui que me entusiasmassem e ao mesmo tempo deixassem Monsieur Ritz orgulhoso de seu lugar, caso o visse hoje.
Mohamed Al-Fayed à Vanity Fair

Os irmãos investiram mais US$ 50 milhões na reforma do hotel. A paixão de Al-Fayed era tão grande pelo local que ele comparava o hotel às pirâmides do Egito, seu país natal. O local chegou a ser fechado em 2012 para novas reformas e foi reaberto apenas em 2016.

Hotel Ritz Paris
Hotel Ritz Paris Imagem: Reprodução/Booking.com

De onde veio tanto dinheiro?

Al-Fayed começou sua carreira vendendo refrigerantes e depois trabalhou como vendedor de máquinas de costura. Ele construiu a fortuna de sua família no setor imobiliário, transporte marítimo e construção, primeiro no Oriente Médio e, depois, na Europa.

Continua após a publicidade

Guinada na vida financeira só aconteceu após seu casamento com Samira Khashoggi, irmã do comerciante internacional de armas Adnan Khashoggi. Al-Fayed ainda foi conselheiro financeiro de um dos homens mais ricos do mundo, Omar Ali Saifuddin III, o Sultão de Brunei.

Diana entrando no hotel Ritz, em Paris, em 30 de agosto de 1997, pouco antes do acidente
Diana entrando no hotel Ritz, em Paris, em 30 de agosto de 1997, pouco antes do acidente Imagem: REUTERS/Reuters TV

Aulas da realeza

Na compra do Ritz, Al-Fayed chegou a demitir Sydney Johnson, que trabalhava no hotel. Posteriormente, descobriu que Sydney havia sido valete da família real e o recontratou para aprender costumes da realeza.

A paixão do empresário pela família real é apontada em "The Crown" como um dos motivos que o fez comprar a loja de departamentos Harrods, dois anos antes de adquirir o Ritz. Apesar disso, nunca recebeu o direito de ser um cidadão britânico. Al-Fayed morreu em 30 de agosto deste ano.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes