Conteúdo publicado há 5 meses

Carros de Ana Hickmann e marido são bloqueados por dívida milionária

Administradores da empresa Ana Hickmann Serviços Ltda., Ana Hickmann e o marido Alexandre Correa tiveram hoje sete veículos bloqueados pelo Detran por dívida milionária em decorrência de empréstimos.

A informação foi dada inicialmente pela coluna de Fábia Oliveira, no Metrópoles, e confirmada por Splash. O bloqueio acontece em período turbulento do casal. Na última semana, a apresentadora registrou um boletim de ocorrência por agressão contra o marido.

O que aconteceu

Splash apurou que o casal possui uma dívida de R$ 2,4 milhões pela falta de pagamento à empresa Sicred, em decorrência de um empréstimo feito em 14 de março deste ano, no valor de R$ 2,1 milhões — que seria pago em 72 parcelas de R$ 56,2 mil. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (22).

O documento acessado pela reportagem foi analisado pelo advogado Andrei Fucs.

Conforme o processo, o não pagamento da dívida ocasiona no bloqueio imediato das contas em nome de Ana Hickmann e Alexandre. O Detran de São Paulo pediu o bloqueio de cinco veículos (três caminhonetes, uma moto e um carro popular), que são da empresa, e mais dois (uma caminhonete e um carro popular), que são do empresário. O bloqueio acontece para que os bens não possam ser vendidos como forma de quitar a dívida.

Ainda segundo o processo, o órgão público não conseguiu bloquear o sexto veículo pertencente a empresa, pois "encontra-se registrado no Estado do Rio Grande do Sul" e o sistema não permite realizar o bloqueio estando em outro departamento de trânsito.

O casal será citado para realizar o pagamento da dívida no prazo de 3 dias ou precisarão apresentar defesa em 15 dias.

Empresa tem outras dívidas

Reunindo ações contra o casal e a empresa Ana Hickmann Serviços Ltda., Splash apurou que a dívida chega a R$ 7,9 milhões — desconsiderando ações em que Alexandre e Ana realizaram acordos ou parcelamentos e seguem quitando as dívidas nos prazos combinados. Os documentos acessados pela reportagem foram analisados por Rafael Prazeres Maresti, do escritório Maresti Advogados.

Continua após a publicidade

O Safra alega que a dívida do casal chega a R$ 14 milhões. Banco é uma das instituições que abriram ações de execução contra Ana Hickmann e Alexandre Correa. A instituição cobra R$ 1,5 milhão do casal em dois processos de execução distintos.

Levantamento do Safra é baseado em sistemas judiciais. A defesa do banco alegou ter encontrado 46 processos contra a empresa e o casal e solicitou tutela de urgência para cobrar as dívidas. O Tribunal de Justiça de São Paulo mantém apenas 20 ações contra as partes citadas.

Instituição bancária pediu que duas ações contra o casal sejam tratadas em segredo de Justiça. Safra entrou com petição alegando que divulgações sobre as dívidas "atrapalham" a quitação do débito.

Penhora não foi instituída em nenhum dos processos correntes contra o casal. É possível que eles percam bens e imóveis para quitar execuções diretas, mas nenhuma das instituições obteve aprovação para obter pagamentos por meio do recurso até o momento.

O casal fez um acordo com o Banco Original, que cobrou na Justiça uma dívida de R$ 448 mil. A ação pode ser reaberta pelo banco caso as parcelas não sejam pagas.

Splash entrou em contato com os bancos Safra e Original. A reportagem será atualizada caso as instituições financeiras comentem o caso.

Deixe seu comentário

Só para assinantes