Conteúdo publicado há 7 meses

Tino Marcos revela mágoa por ser excluído de evento na Globo: 'Doeu muito'

Tino Marcos, 61, revelou que "doeu muito" ter ficado de fora da cobertura realizada pela Globo dos Jogos Olímpicos de 2000, que aconteceram em Sydney, na Austrália.

O jornalista abordou o assunto em entrevista ao podcast comandado por Galvão Bueno. Ao ser questionado pelo narrador sobre algo que não fez, mas que gostaria de ter feito em sua carreira na Globo, o repórter esportivo destacou que foi justamente aquela edição das Olímpiadas.

Tino explicou que naquela ocasião já tinha "prestígio" dentro da emissora por ter participado da cobertura de três Copas do Mundo e de outras Olímpiadas, e ter sido excluído da equipe enviada pelo canal para Sydney o magoou. Ele contou que as pessoas na rua questionavam por que ele ficou de fora do evento.

"Eu naquele momento já desfrutava de um prestígio na Globo, ia a todos os eventos e tal e pela primeira vez eu fiquei fora, desde 1990, que foi quando eu comecei [a cobrir Copas do Mundo]. E aí não fui para as Olímpiadas e aquilo me doeu muito, porque eu andava pelo Rio [de Janeiro], pelas ruas, e as pessoas diziam 'pô, mas você está aqui'", declarou.

Segundo Tino Marcos, até mesmo William Bonner questionou por que ele não viajou com a equipe da Globo para a Austrália. Nesse momento, o repórter disse que ficou orgulhoso pelo fato de o editor-chefe do Jornal Nacional também querer que ele estivesse na cobertura do evento.

Tino Marcos anunciou sua saída da Globo em 2021, após 35 anos na emissora. No canal, ele ficou famoso por sua parceria com Galvão Bueno e por cobrir a seleção brasileira.

Deixe seu comentário

Só para assinantes