PUBLICIDADE
Topo

'Não sei o que passa na cabeça deles', diz filho de Chorão sobre CBJr

Marcão Britto e Thiago Castanho da banda Charlie Brown Jr. - Reprodução/Instagram
Marcão Britto e Thiago Castanho da banda Charlie Brown Jr. Imagem: Reprodução/Instagram

De Splash, em São Paulo

14/11/2021 22h49Atualizada em 15/11/2021 08h27

Alexandre Abrão, filho do Chorão, deu a sua primeira entrevista sobre a briga entre ele e os integrantes do Charlie Brown Jr., a banda da qual o pai era vocalista até morrer, em 2013.

Reservado, Alexandre conversou com o "Domingo Espetacular", da Record TV, e falou sobre a reunião que aconteceria para comemorar as três décadas da banda, além dos 50 anos do Chorão. "Há oito anos que eu não falo nada. Primeira vez, em oito anos, que eu vou expor alguma coisa pessoal", disse.

Segundo o filho do cantor, ele descobriu que Marcão e Thiago Castanho tinham desistido do projeto por meio de publicações feitas nas redes sociais. "Não sei o que se passa na cabeça deles".

Eu sempre falei, vocês têm 25%. O que eu vou ganhar, vocês vão ganhar também. Tudo que eles me pediram, tudo que eles queriam, eles vinham e colocavam como barreira, eu falava ok.

Por outro lado, os músicos do Charlie Brown Jr. alegaram que tiveram muita dificuldade em trabalhar com Alexandre e o acusaram de tentar controlar tudo, sem dar espaço para que eles tomassem decisões sobre a turnê.

A gente fez todos os esforços possíveis para que essa parceria desse certo, mas é muito difícil você trabalhar com uma pessoa assim, que, na verdade, toma sempre a frente das coisas, que quer sempre centralizar tudo e acaba não fazendo direito e não respeita o combinado e tudo mais.
disse Marcão.

Thiago Castanho concordou com o companheiro de banda e lamentou pelo público que não poderá assistir à turnê. "É triste, e me dá uma certa revolta, sabe? Porque os fãs não tem nada com isso", disse.

Justiça

Segundo o advogado Marcos Bitelli, que representa Alexandre, os músicos do CBR Jr entraram com uma ação contra o herdeiro do vocalista, e esconderam parte do que aconteceu nos bastidores ao anunciar um novo projeto em comemoração aos 30 anos da banda. "O que está na Justiça não está no Instagram", afirma Bitelli, que cedeu entrevista a Splash representando seu cliente.

Já Marcão e Thiago negam as afirmações feitas pelo advogado de Alexandre. "Foi uma série de coisas que nos influenciaram a nos desligarmos. Desde posturas imaturas e irresponsáveis em redes sociais, como a atitude de querer tomar para si um projeto que seria solidificado com a participação de todos e importância que cada um poderia agregar", disseram.

Quer ouvir os sucessos do Charlie Brown Jr.? Com o Amazon Music Unlimited você tem acesso a mais de 75 milhões de músicas em HD e sem anúncios. Experimente agora por três meses grátis (oferta por tempo limitado) e depois por R$ 16,90 por mês.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo.