PUBLICIDADE
Topo

Bala de chumbo matou Halyna Hutchins no set de 'Rust', diz xerife

De Splash, em São Paulo

27/10/2021 13h32Atualizada em 27/10/2021 18h07

Adan Mendoza, xerife do condado de Santa Fé, afirmou que as autoridades recuperaram o projétil de chumbo que matou Halyna Hutchins após o tiro acidental disparado por Alec Baldwin no set de "Rust".

Segundo disse o xerife em coletiva de imprensa, Baldwin realmente utilizava uma arma carregada com munição de verdade — que não deveria estar no set. Mendonza declarou que "ainda é muito cedo para comentar acusações" já que a investigação ainda está em andamento.

"Vamos determinar como essa arma carregada chegou até Baldwin, onde não deveria estar", afirmou o xerife, que ressaltou que todos os envolvidos têm cooperado com a apuração. Foram recuperados ainda outros 500 projéteis no local. Mendonza disse também que há a suspeita de que haviam mais balas de verdade no set.

"Vamos averiguar como é que lá chegaram, por que é que estavam lá, porque não deveriam estar lá", declarou.

Acidente fatal

A diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos, morreu, e o diretor Joel Souza, 48, ficou ferido após um acidente ocorrido na quinta-feira no set do filme "Rust", faroeste estrelado por Alec Baldwin, que estava sendo gravado no estado do Novo México, nos Estados Unidos. A polícia confirmou à Fox News que o protagonista foi o responsável pelo disparo de uma arma cenográfica.

Joel Souza, segunda vítima do incidente, foi atingido no ombro e recebeu atendimento de emergência no hospital Christus St. Vincent. Ele já teve alta.

Segundo o site Variety, o set de filmagem de "Rust" era um lugar "caótico" e sem segurança — inclusive com um relato de outra arma que também falhou.

'Vingadores', 'Deadpool' e outras gravações que já tiveram acidentes fatais