PUBLICIDADE
Topo

Assistente que deu arma a Baldwin já foi demitido por outro tiro acidental

Dave Halls, assistente de direção que entregou a arma a Alec Baldwin alegando que estava "fria" (sem munição) - Reprodução/IMDB
Dave Halls, assistente de direção que entregou a arma a Alec Baldwin alegando que estava "fria" (sem munição) Imagem: Reprodução/IMDB

De Splash, em São Paulo

25/10/2021 18h13Atualizada em 25/10/2021 19h31

Dave Halls, assistente de direção que deu a arma a Alec Baldwin informando que estava "fria", (munida com bala de festim), já foi demitido após um acidente com arma de fogo em outro set.

Segundo a CNN, a situação ocorreu em 2019, quando Halls era assistente de direção do filme "Freedom's Path". Na ocasião, uma arma teria disparado "inesperadamente" no set, fazendo com que um membro da equipe recuasse com a explosão. Ele foi avaliado por um médico do set e orientado a procurar tratamento. O membro da equipe voltou à produção do filme dias depois.

De acordo com a produtora Rocket Soul Studios, Halls foi demitido após o ocorrido.

"Halls foi retirado do set imediatamente após o disparo do canhão de sustentação. A produção não foi retomada até que ele estivesse fora do local. Um relatório de incidente foi recolhido e arquivado naquela época ", disse.

"Ao encerrar a produção do dia, Dave Halls foi oficialmente demitido, dado os motivos específicos para seu encerramento," continuou a empresa. "Dave estava muito arrependido pelos eventos e entendeu os motivos de sua rescisão. Um novo diretor assistente, bem como um novo armeiro, foram contratados para a direção da fotografia principal. A produção do filme terminou com sucesso. "

Quando contatado pela CNN, o integrante da equipe de som não quis comentar o assunto. Halls não foi encontrado para comentar.

Ontem, uma produtora de adereços que trabalhou com Halls na série "Into the Dark" afirmou que ele era conhecido por não prezar pela segurança no ambiente de trabalho.

"Ele não mantinha um ambiente de trabalho seguro. Ele quase sempre permitia que os sets ficassem cada vez mais claustrofóbicos, sem rotas de fuga em caso de incêndio e com as saídas de emergência bloqueadas... Reuniões sobre segurança nem existiam", disse Maggie Goll em entrevista ao canal americano NBC News.

Goll afirmou que, uma vez, Halls exigiu que as câmeras continuassem filmando mesmo depois de o técnico de pirotecnia — responsável pelos efeitos especiais que envolvem fogo — avisar que havia algo errado. Além disso, ele não costumava fazer reuniões para orientar a equipe sobre protocolos de segurança quando uma cena envolvia armas.

Homenagens a Halyna Hutchins, diretora morta no set, acontecem nos EUA

Entenda o caso

A diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos, morreu, e o diretor Joel Souza, 48, ficou ferido após um acidente ocorrido na quinta-feira no set do filme "Rust", faroeste estrelado por Alec Baldwin, que estava sendo gravado no estado do Novo México, nos Estados Unidos. A polícia confirmou à Fox News que o protagonista foi o responsável pelo disparo de uma arma cenográfica.

Segundo o sindicato Aliança Internacional de Funcionários de Palco Teatral (IATSE, na sigla em inglês), a arma disparada por Alec Baldwin continha bala de verdade.

Joel Souza, segunda vítima do incidente, foi atingido no ombro e recebeu atendimento de emergência no hospital Christus St. Vincent. Ele já teve alta.

A arma cenográfica é semelhante a uma arma de fogo normal, mas não tem a mesma nocividade intencional. No teatro, por exemplo, as armas de "adereço", como podem ser chamadas, são quase sempre réplicas não operáveis ou têm dispositivos de segurança para garantir que não sejam perigosas.

Ninguém foi detido pelo caso e até o momento não foram apresentadas acusações, segundo a polícia, que está interrogando as testemunhas, de acordo com a agência de notícias AFP. As gravações do filme foram suspensas por tempo indeterminado.