PUBLICIDADE
Topo

A vida após 'One Tree Hill' não é nada fácil

Stephen Colletti e James Lafferty estrelam a série "Everyone Is Doing Great"
Stephen Colletti e James Lafferty estrelam a série "Everyone Is Doing Great"
Divulgação

Laysa Zanetti

De Splash, em São Paulo

24/07/2021 04h00

James Lafferty e Stephen Colletti ficaram conhecidos por "One Tree Hill", mas eles querem que todos saibam que são mais do que Nathan Scott e Chase Adams.

A dupla, que mantém a amizade desde o drama adolescente, volta aos seriados com "Everyone Is Doing Great", comédia com traços de drama existencial inspirada na experiência de ambos em Hollywood.

Ficção ou realidade?

Continua depois da publicidade

Na história, eles interpretam Seth (Colletti) e Jeremy (Lafferty), dois atores que viveram um relativo sucesso na série de vampiros "Eternal". Cinco anos após o drama chegar ao fim, eles persistem em busca de um lugar ao sol no entretenimento.

Ah, as referências...

Splash conversou com os protagonistas e criadores da série, que abriram o jogo sobre a época de "One Tree Hill", a relação com os fãs brasileiros e as bizarrices que inspiraram algumas tramas de "Everyone Is Doing Great".

Queríamos espelhar algumas experiências que James e eu vivemos na indústria saindo de 'One Tree Hill', quando entendemos como seria a vida depois da série.
Stephen Colletti, sobre "Everyone Is Doing Great"
Continua depois da publicidade

Choque de realidade?

Para Colletti, o novo projeto traz uma percepção diferente daquela que eles tinham quando eram mais novos.

Aos 20 anos, achávamos que teríamos tudo resolvido aos 30. Mas não é assim! Trabalhar em uma série na Carolina do Norte com 21 anos não é uma coisa que acontece pelo resto da vida.
Colletti

Uma pontinha de Brasil

Tirar "Everyone Is Doing Great" do papel não foi fácil. Lafferty e Colletti arrecadaram fundos com uma campanha de crowdfunding, da qual os fãs brasileiros participaram com muito entusiasmo.

O Brasil, especialmente, foi muito ativo na campanha de crowdfunding, os fãs nos apoiam muito. Por isso, é muito importante podermos lançar a série aí. É um sonho realizado.
James Lafferty
Continua depois da publicidade

A relação com o Brasil não fica apenas aí. Durante o primeiro episódio, a música "Bim Bom", de João Gilberto, compõe a trilha sonora, e James explica que a inspiração vem de casa e de seu pai.

Divulgação - Divulgação
Lafferty e Colletti, amigos na vida real e na série
Imagem: Divulgação
Quando idealizamos a série, percebemos que havia momentos muito sombrios. Como colocar humor naquilo? A escolha natural foi recorrer às canções de João Gilberto, Sérgio Mendes...
James Lafferty
A gente lia a cena, dava o play na música e juntava tudo na edição. A música brasileira acabava trazendo uma leveza que fazia das cenas mais engraçadas, estranhas ou irônicas.
James Lafferty
Continua depois da publicidade

Já que Colletti e Lafferty colocam tanto de si mesmos na série, como separar o que é vida e o que é arte?

Colletti explica que eles sempre souberam que havia essa mistura, mas que os dois cuidam para que os limites não se cruzem tanto.

Mesmo assim, nem sempre essa separação funciona.

Reprodução - Reprodução
Stephen Colletti como Chase Adams em "One Tree Hill"
Imagem: Reprodução
Em certos momentos, observamos que as histórias estavam muito próximas ao que vivemos. Mas isso acontece quando estamos em um lugar bom. Se for algo que dá medo, é uma coisa boa.
Stephen Colletti

Uma cena específica do primeiro episódio, que pode parecer algo totalmente inventado, foi uma experiência real de um teste. "Nem sei se é divertido, porque foi um dia muito triste", revela Colletti, sobre a cena em questão.

Ah, e não se preocupe. Você saberá qual é.

Refilmagens, sequências e a falta de criatividade

"Everyone Is Doing Great" faz muitas referências ao momento atual do entretenimento, e por isso não deixa de fora o que parece ser a grande tendência dos últimos anos: a infinidade de sequências e derivados que nem sempre são boas ideias.

Continua depois da publicidade

Assim como as incessantes refilmagens que bombardeiam o cinema e a TV, a série acaba sendo também uma espécie de fruto derivado de um grande sucesso de outra era.

E Lafferty explica por que fez questão de abordar este ponto da indústria. Segundo ele, existe um sentimento contraditório envolvido.

Reprodução - Reprodução
James Lafferty era Nathan Scott em "One Tree Hill"
Imagem: Reprodução
Eles são amigos por causa da série, mas querem entender quem são sem ela. O que isso significa para a amizade que surgiu dali? É algo fascinante de se abordar.
James Lafferty

"Everyone Is Doing Great" tem oito episódios em sua primeira temporada, já disponível no Paramount+.