PUBLICIDADE
Topo

25 anos das Spice Girls: grupo atravessou gerações e ainda encanta fãs

Spice Girls: fenômeno dos anos 1990 completa 25 anos
Spice Girls: fenômeno dos anos 1990 completa 25 anos
Divulgação

Daniel Palomares

De Splash, em São Paulo

08/07/2021 04h00

Você se lembra onde estava no dia 8 de julho de 1996? Eu, particularmente, não. Mas sei que a música pop foi transformada para sempre naquele momento. Ali, nasciam as Spice Girls, provavelmente a girlband mais famosa na história do pop.

Seu primeiro single, "Wannabe", foi lançado nesta data, atingiu o topo das paradas de 37 países e, até hoje, arrasta as pessoas para a pista de dança, mesmo tendo sido lançado há tanto tempo.

Afinal, o que faz as Spice Girls tão especiais?

Continua depois da publicidade

Como tudo começou

No início dos anos 1990, empresários da Heart Management queriam criar um grupo com cinco meninas de estilos bem diferentes. 400 meninas britânicas participaram de audições, mas só quatro avançaram para formar o que seria as Spice Girls.

Com uma das garotas substituída por supostamente não se dedicar aos treinamentos de canto e dança, Emma Bunton foi a última integrante a formar o quinteto com Mel B, Mel C, Geri e Victoria.

Em março de 1995, as meninas terminaram o contrato com a Heart Management por não sentirem que suas ideias eram levadas a sério. Mas algo muito maior viria: elas chamaram a atenção de Simon Fuller, magnata responsável por idealizar a franquia "Idol".

bgbhrthrt - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Vestido Geri Halliwell Spice Girls
Imagem: Reprodução/Instagram
Continua depois da publicidade

Cool Britannia

Quando oficialmente se lançaram no mercado musical, as Spice Girls foram um estouro. Seu primeiro álbum, "Spice", vendeu 23 milhões de cópias pelo mundo, se tornando o álbum mais vendido de uma girlband na história.

Naquele momento, as Spice Girls representavam uma nova era para o Reino Unido. Após anos de um governo conservador, o país estava mais aberto, descolado e vibrante. O grupo de cinco meninas representava isso.

O cenário musical da época era dominado pelo rock alternativo, o rap e o R&B, mas as Spice Girls trouxeram o pop de volta ao topo. Nos anos seguintes, vimos a chegada de outros grandes popstars como Britney Spears, Christina Aguilera, N'Sync e Backstreet Boys.

Queremos trazer o glamour de volta ao pop, como era Madonna quando estávamos crescendo. Pop é sobre fantasia e escapismo, mas está rolando muita m* no momento.

opinou Geri, na primeira entrevista da história do grupo, em 1996

yhrthrtt - Divulgação - Divulgação
Spice Girls
Imagem: Divulgação
Continua depois da publicidade

Influência

Além de reviver o pop no cenário musical da época, as Spice Girls também viraram um exemplo de sucesso a ser copiado. Em 1999, um ano após o lançamento do último disco do grupo, 20 novas girlbands surgiram no Reino Unido. Em 2000, foram 35!

Outros grupos ainda na atividade como as Little Mix e as Haim reconhecem a influência das Spice Girls nas suas carreiras. Até mesmo artistas solo, de Beyoncé a Billie Eilish, já falaram como a música e postura das Spice Girls serviram de exemplo para suas trajetórias.

Não é segredo o quanto amo as Spice Girls. Elas me inspiram a seguir a vida e não olhar para trás. Não estaria aqui se não fosse por elas.

Adele, em post do Instagram de 2019

ytyjhtyty - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Adele posta foto criança para comemorar o retorno aos palcos das Spice Girls
Imagem: Reprodução/Instagram

Girl power

Diferente de outros grupos femininos anteriores, as Spice Girls miravam em um público de jovens meninas. A história era sempre a mesma: girl power. A ideia era passar uma mensagem de empoderamento e feminismo àquelas fãs adolescentes.

Continua depois da publicidade

Seja por uma questão de marketing ou uma tentativa sincera de espalhar boas mensagens, o mantra do "girl power" é forte até hoje. "As Spice Girls passam mensagens de irmandade e verdadeira amizade entre mulheres nas músicas", diz matéria da BBC News, de 2019.

Diversidade

Juntas, as Spice Girls tentam representar ao máximo os diferentes tipos de garotas, com suas roupas e personalidades. Elas até ganharam apelidos da mídia britânica na época do estouro mundial.

Scary Spice: Mel B era conhecida pela ousadia, as roupas extravagantes, com estampas animais

Baby Spice: Emma era a "fofinha", sempre de rosa, com os cabelos presos

Ginger Spice: Geri era marcante pelo cabelão ruivo e o vestido com a bandeira britânica

Sporty Spice: Mel C usava roupas de esporte, um longo rabo de cavalo e realizava acrobacias no palco

Posh Spice: Victoria era a mais elegante e requintada, com personalidade bastante reservada e seu corte clássico de cabelo chanel

ythyrtty - Reprodução - Reprodução
A girl band Spice Girls
Imagem: Reprodução
Continua depois da publicidade

Polêmicas

Perseguidas pelos paparazzi por todo o canto, cada passo das integrantes das Spice Girls era divulgado. Mesmo depois do fim do grupo, elas ainda se envolveram em polêmicas e escândalos na mídia.

Mel B lutou na justiça para o reconhecimento da paternidade de sua filha, após o ator Eddie Murphy se recusar a assumir o papel de pai da garota. Ela ainda esteve em pé de guerra com Geri ao revelar que as duas já tinham feito sexo.

A saída de Geri do grupo, antes do lançamento do último álbum, também foi controversa na época. A cantora alegou diferenças criativas com as outras integrantes, mas acabou participando das turnês de reunião seguintes. Diferente de Victoria Beckham, que já se recusou a estar nos shows de 2019.

yhtytyty - Dave J Hogan/Getty Images - Dave J Hogan/Getty Images
Mel B, Emma, Geri e Melanie C fazem o primeiro show da turnê de reunião das Spice Girls, em Dublin, na Irlanda
Imagem: Dave J Hogan/Getty Images

O legado

Mesmo tendo durado relativamente pouco tempo, entre 1996 e 2000, lançando somente três álbuns, as Spice Girls seguem vivas na memória de várias gerações. Elas estavam em todo lugar: na TV, no cinema e em praticamente todos os produtos da época.

Continua depois da publicidade

Entre 2007 e 2008, elas realizaram uma turnê de reunião pela Europa e os EUA. Em 2012, foram a única girlband britânica a se apresentar na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos. Em 2019, logo antes da pandemia, fizeram outra turnê esgotada em estádios do Reino Unido.

E se engana quem pensa que elas nunca vieram ao Brasil: em 1997, o grupo fez uma rápida passagem por Manaus, divulgando seu novo disco e até se apresentando num pocket show improvisado.

Quem sabe elas não voltam com uma nova turnê de reencontro no futuro?