PUBLICIDADE
Topo

Esse Menino considera Marquezine sua 'madrinha' e revela paixão por Tatá

Rafael Chalub, o Esse Menino, em sua esquete da 'Pifaizer'
Rafael Chalub, o Esse Menino, em sua esquete da 'Pifaizer'
Reprodução/Instagram

Gabriel Nanbu

De Splash, em Santos

15/06/2021 09h09

A última semana foi do humorista Esse Menino, não deu para ninguém!

Ele foi tema onipresente de figurinhas de "zap" e GIFs animados graças a seu vídeo ironizando e-mails enviados ao governo pela Pfizer, com ofertas da vacina para covid-19. Mas antes da fama, Marquezine estava ali.

Em conversa com Splash, Esse Menino, gay e militante de 25 anos, disse considerar o humor no Brasil "muito hétero" e opressivo contra minorias.Ele ainda declarou amor a Tatá Werneck e deu a letra de que tem planos grandes pela frente, incluindo um especial de comédia.

Continua depois da publicidade

O vídeo da 'Pifaizer'

Com a publicação, a página pulou de 40 mil seguidores para 641 mil entre quinta (10) e hoje. Ele diz que a ideia para a esquete surgiu naturalmente, já que acompanha o noticiário e se mantém atento a questões políticas.

Fiquei curioso sobre quem manda esses emails. Se valoriza, sabe, se o cara não está te dando moral... Levei para o lado romântico. Quando eu tenho uma ideia forte, as ideias vêm.

Posicionamento

Esse Menino, que por meio do humor nas redes sociais mete o pau no governo Bolsonaro e exalta a cultura LGBTQIA+, diz que nunca "decidiu" fazer humor político. Isso, argumenta, faz parte de sua vida e se reflete naturalmente em seu trabalho.

Continua depois da publicidade
O humor é muito hétero no Brasil e tem um lugar muito forte de opressão. Eu gosto de pegar o que poderia ser usado contra mim e usar a meu favor, como arma. Acho libertador.

Ele diz que até já tentou fazer humor "mais genérico", sobre pagar boletos e outras situações cotidianas, mas isso nunca funcionou para ele.

Me sinto muito à vontade colocando minha opinião em forma de piada.

Reprodução/vídeo - Reprodução/vídeo
Tatá Werneck é o grande ídolo de Esse Menino
Imagem: Reprodução/vídeo

Influências

Esse Menino diz logo de cara que tem como maior ídolo Tatá Werneck e vê-la em programas da MTV Brasil foi um dos motivos pelas quais decidiu seguir carreira no humor.

Eu ainda não falei com a Tatá. Morro de medo de conversar com ela e começar a chorar. Eu quero conhecê-la, mas tenho medo.
Continua depois da publicidade

Obcecado por humor desde criança, da mesma forma que outras são por dinossauros ou super-heróis, ele cresceu assistindo a vídeos de stand-up de gente como Eddie Murphy e Robin Williams e, depois, Tina Fay e Amy Poehler. Também tem espaço para Paulo Gustavo.

Ele abriu caminhos para a comédia ser vista como a potência que é, para que pessoas como eu tivessem um lugar nela.

Foto: Reprodução / Instagram  - Foto: Reprodução / Instagram
Bruna Marquezine, 'madrinha artística' de Esse Menino
Imagem: Foto: Reprodução / Instagram

Sucesso

Se Tatá ainda não deu bola para Esse Menino, muitos famosos já se renderam ao humor do rapaz. Ele tem seguidores do naipe de Ingrid Guimarães, Bruno Gagliasso, Carolina Dieckman, Fábio Porchat e Fernanda Paes Leme.

Entre tantas arrobinhas verificadas e estreladas entre os fãs, ele considera Bruna Marquezine sua "madrinha artística".

Continua depois da publicidade
Ela repostou vários vídeos meus em abril. Me mandou mensagem, dizendo 'você é muito bom', me incentivando a continuar. Compartilhou meu trabalho para 40 milhões de seguidores dela.

Esse Menino prefere não revelar o nome "do RG" em reportagens. Ele explica que, quando escolheu ter um nome artístico, pensou em artistas como Lady Gaga e Criolo.

É bom desconectar do Esse Menino. Não que seja um personagem, mas é bom ter esse lado que nem sempre é essa loucura, uma piada atrás da outra. Eu o criei para estar no palco.

Carreira

Mineiro de Teófilo Otoni, o artista começou a produzir vídeos para as redes em 2018 e foi ganhando fãs ao longo dos anos.

Ele cursou quatro semestres da faculdade de cinema e diz que planeja a carreira de humorista há muito tempo, mas já teve muito medo de "tentar e não dar certo".

Teve um dia em que tirei coragem não sei de onde e postei meu primeiro vídeo no Instagram, o Cena Techno, que bombou horrores.
Continua depois da publicidade

O artista diz que seus vídeos começaram a "bombar" durante a pandemia.

Fiquei um bom tempo com dois mil seguidores. As pessoas começaram a me achar e estão me achando até agora.

Planos e projetos

Esse Menino conta que sua grande paixão no humor é a comédia stand-up. Ele morou por seis meses em São Paulo entre 2019 e 2020, "caçando trabalho" e se inserindo na cena. Com o início da pandemia, porém, ele voltou a Minas Gerais.

Ele diz que, quando a pandemia for controlada, pretende retornar à selva de pedra paulista para "voltar com mais força do que nunca".

Especial de comédia

O humorista tem outro grande projeto na manga. Antes de estourar, ele gravou um especial de comédia com performances de stand-up, esquetes e música.

Ele revisou a campanha de lançamento e, agora, planeja lançá-lo gratuitamente no YouTube para disseminar ainda mais seu trabalho.

Continua depois da publicidade
Os sonhos agora estão se tornando planos. Levo muito a sério o trabalho de fazer graça. Quero fazer filmes, séries, straeaming, TV, quaisquer projetos que sejam muito bons.