PUBLICIDADE
Topo

Anitta briga com o governo Bolsonaro desde 2020; lembre todos os atritos

Anitta tem sido uma voz de opoisção ao governo Bolsonaro
Anitta tem sido uma voz de opoisção ao governo Bolsonaro
Reprodução/Instagram

Gabriel Nanbu

Do UOL, em Santos

23/04/2021 04h00

Anitta tem sido uma pedra no sapato do governo Jair Bolsonaro. Esta semana, a Poderosa bateu boca nas redes sociais com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e pediu sua demissão. Mas nem sempre ela foi tão combativa assim.

Até pouco tempo, a cantora se considerava "apolítica".

O debate "maduro" de Salles e Anitta na web:

Continua depois da publicidade

Oposição

Anitta começou a se posicionar politicamente em meados do ano passado, depois de cobrança de seus fãs, que queriam saber sobre sua opinião quanto ao governo. Desde então não olhou para trás.

Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Anitta e Gabriela Prioli, analista da CNN Brasil
Imagem: Reprodução/Instagram

Aulas

Anitta, em vez de fazer pose, assumiu que não sabia nada de política e pediu ajuda para que a amiga Gabriela Prioli, comentarista da CNN Brasil, ensinasse sobre o assunto, com lives semanais. O objetivo era aprender junto com seus seguidores.

E o "curso" deu resultado.

Um de seus primeiros posicionamentos contra o governo aconteceu em maio do ano passado, quando ativamente fez barulho e se colocou contra a MP 910/ 2019, conhecida como a "MP da grilagem", proposta por aliados do governo na bancada ruralista do Congresso.

Continua depois da publicidade
Estou desesperadíssima. Com isso sendo aprovado, perdemos mais direitos para os indígenas, que estavam no Brasil antes de todo mundo.
Anitta, sobre a 'MP da grilagem'
Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Anitta se posicionou ativamente contra o governo nas redes
Imagem: Reprodução/Instagram

Nos meses seguintes, Anitta, que se dizia "nem de esquerda nem de direita", continuou a ofensiva contra o presidente.

Em julho, criticou Bolsonaro por não promover o distanciamento social em meio à pandemia do coronavírus.

Para mim, o presidente tem que governar para todos, não só para aqueles que pensam como ele.
Anitta, sobre a política de Bolsonaro em relação à covid-19

Em agosto, a cantora foi criticada por Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, por fazer um show na Itália, evidenciando o incômodo da família.

Continua depois da publicidade

A oposição de Anitta se intensificou. No fim do ano, quando o presidente disse que queria encher um jornalista de porrada, depois de o repórter questioná-lo sobre depósitos feitos por Fabrício Queiroz à mulher, Michelle, a cantora fez questão de meter o pau.

Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Anitta no México: ela tem usado as redes sociais para fazer oposição ao presidente
Imagem: Reprodução/Instagram
Sempre achei a pessoa que parte para a agressão a maior prova de ignorância mental e falta de intelecto. Vendo o presidente resolver as coisas na porrada, tenho certeza da teoria.
Anitta, sobre Bolsonaro

Em setembro, Anitta criticou Bolsonaro na imprensa internacional. Em entrevista à revista britânica NME, disse que ele não estava "fazendo nada" contra os incêndios na Amazônia e criticou sua política em relação ao coronavírus.

Acho que o presidente não está conduzindo a crise [do coronavírus] de maneira positiva. Você sabe, ele está apenas tentando evitar a responsabilidade pelos problemas dele.
Anitta, sobre Bolsonaro
Continua depois da publicidade

Pelo SUS

Em outubro de 2020, ela voltou a bater no presidente. Nas redes sociais, fez campanha contra um decreto sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), que pedia avaliações sobre a possibilidade de conceder as Unidades Básicas de Saúde à iniciativa privada. Em um post, defendeu a saúde pública.

Só com uma pesquisa no Google, vão saber duas coisas: de onde vim e por que já precisei do SUS até pouco tempo e por que o SUS representa muito mais do que acham que representa.
Anitta

Ela não aliviou nas críticas este ano.

Em março, compartilhou um vídeo que criticava a política econômica do presidente.

Continua depois da publicidade

E, no mês seguinte, publicou um vídeo pedindo que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, não confiasse em seu colega sul-americano para acordos relacionados ao clima e à preservação da Floresta Amazônica.

E, por fim, Anitta pediu ontem a demissão do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. E foi apoiada por boa parcela de seus fãs.