PUBLICIDADE
Topo

Pepita: 'Uma travesti falar de amor pode ser assustador nesse país'

Colaboração para Splash, em São Paulo

27/03/2021 04h00

A funkeira Pepita falou sobre a causa LGBTQIA+ durante participação no "OtaLab" no UOL desta quinta-feira (25). A artista se mostrou feliz com suas conquistas pessoais, principalmente com seu livro e a série no IGTV sobre conselhos amorosos.

O Brasil é o país que mais mata travestis no mundo. Uma travesti falar de amor pode ser muito assustador, mas eu acredito no amor, na igualdade e no respeito.

Preconceito

Ela relembrou um episódio em que sofreu preconceito após se apresentar numa casa de shows na capital paulista.

Um rapaz veio próximo de mim na van e disse que não suportava travestis. Eu ainda estava na adrenalina da apresentação e não entendi logo de cara o que ele quis dizer, mas minha produção me falou que ele estava presente no meu show. Ou seja, dentro da nossa causa também existe preconceito.