PUBLICIDADE
Topo

Associação do Globo de Ouro diz que tomará medidas por mais diversidade

Estatueta do Globo de Ouro - Robyn BECK/AFP
Estatueta do Globo de Ouro Imagem: Robyn BECK/AFP

Colaboração para Splash, em São Paulo

26/02/2021 20h48

Após críticas pela falta de votantes negros em seu colegiado, a HFPA (Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood, na sigla em inglês) se pronunciou sobre a situação e afirmou que criará um "plano de ação" para ampliar a diversidade da sua equipe, sem mencionar mais detalhes.

"Estamos totalmente comprometidos em garantir que nossa associação reflita as comunidades ao redor do mundo que amam cinema, TV e os artistas que os inspiram e educam. Entendemos que precisamos trazer membros negros, bem como membros de outros panoramas sub-representados, e vamos trabalhar imediatamente para implementar um plano de ação para atingir esses objetivos o mais rápido possível", diz nota publicada nas redes sociais.

No início desta semana, a organização que concede as estatuetas anualmente do Globo de Ouro enfrentou uma chuva de críticas após matéria do Los Angeles Times revelar que não há nenhum votante negro na premiação, que acontece no próximo domingo (28). Atualmente, a HFPA é formada por 87 jornalistas de vários países do mundo.

A polêmica não parou por aí, já que a lista de indicados de 2021 do Globo de Ouro foi criticada por muitos fãs e profissionais do entretenimento por excluir ou marginalizar projetos encabeçados por artistas negros, como a série "I May Destroy You" e o filme "Destacamento Blood".