PUBLICIDADE
Topo

Com problemas técnicos, Neil Gaiman abre CCXP e se declara ao Brasil

Neil Gailman
Neil Gailman
Reprodução

Guilherme Lucio da Rocha

De Splash, em São Paulo

04/12/2020 16h22

Foi dada a largada na CCXP 2020! O evento começou com ninguém menos que Neil Gailman, o convidado de honra da convenção brasileira de cultura pop, que enfrentou problemas técnicos na trasmissão.

O autor de "Sandman", "American Gods" e algumas obras que você nem imagina declarou seu amor pelo Brasil.

Eu queria muito estar aí, bebendo caipirinhas e aproveitando o Brasil. Eu amo o Brasil e o Brasil me ama muito antes.

Continua depois da publicidade

Como você já deve saber, a CCXP deste ano é toda virtual. A entrevista com o Neil apresentou alguns problemas técnicos: durante algum tempo, ficou difícil de compreender o que ele estava dizendo, e rolou até a famosa "tela azul".

Gailman lembrou de suas viagens ao Brasil, como sua passagem pela Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), no Rio de Janeiro, em 2008.

A visita ao país que mais lhe marcou foi numa feira em São Paulo, em 2001. À ocasião desta passagem que ele conheceu todo o carinho da torcida brasileira.

"Era um festival de livros. Eu assinei para umas 700 pessoas, e tinham mais 1.500 na fila. A organização disse que eu não assinaria mais."

As pessoas começaram a dizer coisas terríveis, mas com amor. Começou uma espécie de rebelião, o pessoal falando que destruiria tudo, e fui convencido a assinar o resto. Eu estava sem voz, acabei não falando com ninguém, mas assinei e abracei todo mundo.

Continua depois da publicidade

O quase acordo para Sandman na Warner Bros.

"Sandman" é uma história que muitos conhecem com carinho. Antes de ganhar uma adaptação para a Netflix, Neil lembra de uma reunião com a Warner Bros.

"Me recordo que, em 2005, eu estava em Los Angeles para fazer uma apresentação na Warner Bros. Foram oito ou nove tentativas que não deram certo.

Um dos representantes disse que "Senhor dos Anéis" e "Harry Potter" tinham um vilão claro, e que em 'Sandman' também tinha isso. Eu disse que não.

O acordo acabou não indo para frente e agora a história ganhou uma adaptação que sairá pela Netflix. O criador disse que a empresa "ganhou a corrida" porque foi a mais persuasiva. Ele afirmou, ainda, que quem gostou da revista em quadrinhos não deverá se decepcionar com a nova produção.

Continua depois da publicidade

Não é parecido com 'Sandman', não é algo similar. É exatamente 'Sandman'.

Problemas técnicos

A entrevista de 'Sandman' rolou ao vivo, com mediação de Marcelo Forlani, do Omelete.

Durante algumas respostas, o áudio do entrevistado ficou duplicado e engasgou. Em certo momento, teve até uma tela azul na apresentação.

Tela azul na CCXP 2020 - Reproudção - Reproudção
Tela azul na CCXP 2020
Imagem: Reproudção

Nas perguntas finais, Forlani quis saber sobre a terceira temporada de "American Gods" e o impacto da Covid-19 nas gravações de "Sandman", mas foi quase impossível compreender o que Gailman dizia.