PUBLICIDADE
Topo

Sósia precisa parecer (muito)? Filtros criam covers made in 'deepfake'

O Justin Bieber brasileiro e o Will Smith baiano com seus filtros
O Justin Bieber brasileiro e o Will Smith baiano com seus filtros
Reprodução

Leonardo Rodrigues

De Splash, em São Paulo

26/09/2020 04h00

Antigamente, se você quisesse ser cover de alguém, era obrigatório ser dotado de uma notável semelhança física com seu ídolo. Mas isso é passado. Parafraseando uma das melhores comunidades do Facebook, já entramos na era dos "sósias que não precisam parecer". Quer dizer, pelo menos não muito.

Não entendeu nada?

Continua depois da publicidade

A gente explica

Existe um aplicativo para iPhone, lançado mundialmente em março, chamado Impressions, que transforma o rosto de qualquer um em celebridade. por meio de filtros de inteligência artificial. E essa onda polêmica do "deepfake' vem sendo capitalizada por alguns brasileiros.

Os dois mais famosos são Daniel Xavier, o "Justin Bieber brasileiro" (@danielxavierofc), e Naio Barreto, o "Will Smith baiano" (@naiobarreto). Em nomes dos likes e seguidores, eles já tretaram de mentirinha na internet, já apareceram na televisão e vêm conseguindo ganhar dinheiro com os personagens.

Impressionante, não? Nós batemos um papo com eles para entender melhor como funciona isso.

Continua depois da publicidade

Descobrimos que o Justin, que na verdade se chama Daniel Xavier, 23 anos, começou a usar o filtro após ver alguém fazendo o mesmo no TikTok. Como ele era fã do cantor e já fazia imitações, resolveu testar de brincadeira. Seus vídeos colocam Bieber em situações constrangedoras e, digamos, incomuns.

E coisa viralizou e virou meme. Desde que passou a postar os vídeos com o filtro em junho, carregando no sotaque fake, ele já ganhou cerca 400 mil seguidores apenas no Instagram. A coisa ficou séria e virou profissão influencer.

Hoje já faço publipost. E às vezes algumas empresas me chamam para fazer propagandas. Clínica de odonto, etc. Gravo o vídeo e às vezes faço sorteios.
diz Daniel, que não revela quanto ganha

Continua depois da publicidade

Ele tem 23 anos, mora em Cabo Frio (RJ) e é veterano do YouTube. Aos dez, criou um canal em que fazia vários personagens em pequenas histórias. Com a fama instantânea alcançada, agora ele se prepara para estrear como cantor lançando uma versão funk de "Yummy", que virou "now you got that inhame".

Meme "A que Ponto Chegamos" - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Já o Will Smith baiano, de Naio Barreto, já existia antes de ele descobrir o app. Fãzaço do astro, Naio fazia sucesso como cosplay de "Um Maluco no Pedaço" no Carnaval e nas ruas da Bahia. Ele aproveitava o cavanhaque e uma suposta semelhança depois que fazia o corte estilo americano no salão.

Sempre que fazia algo do Will, a repercussão era grande nas redes sociais. Aí descobri o Justin. Baixei o app dele e vi que também tinha o Will Smith. Fiquei pensando como poderia fazer uma coisa regional e engraçada
Naio Barreto, que tem menos seguidores que o Justin, 126k, mas o carisma dele é mil

E o que ele fez? Começou a gravar, com ajuda de amigos, vídeos mostrando como seria se Will Smith fosse baiano e rodasse por pontos turísticos de Salvador. Em um dos episódios mais bombados, ele recriou a abertura de "Um Maluco no Pedaço" O inimitável "The Fresh Prince of Bahia". Gostamos.

Continua depois da publicidade

Mais infos sobre o Will baiano: ele tem 27 anos, é estudante de publicidade e mora em Camaçari (BA), onde trabalha na secretaria de Esporte e às vezes ataca de DJ. Ele usa boa parte da grana gerada pelo personagem para cobrir sua viagens a Salvador, onde grava vários vídeos.

Talvez você esteja se perguntando: "também posso brincar de filtro de famoso e gravar vídeos na internet?" Pode, não é ilegal. Mas, pelos termos do app, é preciso deixar à mostra a logomarca do Impressions. Daniel e Naio não faziam isso e chegaram a ter as contas suspensas.

Acho que usar um aplicativo desse pode ser perigoso, sim. Muita gente pode agir de má-fé, espalhar fake news. Podem se passar por outros. Tem muita gente que acredita mesmo que eu sou o Will e o Daniel é o Justin. Mas a gente não quer enganar ninguém. Fazemos só pela diversão.
Naio

Continua depois da publicidade

Outra coisa: não adianta só colocar o filtro e achar que você vai ficar idêntico como nossos amigos ficam. Se o formato de sua cabeça e cabelo forem diferentes, por exemplo, não vai ficar grande coisa. É preciso de um mínimo de semelhança na fisionomia.

Este Schwarzenegger feito pelo ator Bill Hader ficou bem bizarro, vamos combinar

Enquanto conquistam a internet espalhando zoeira, Daniel e Naio têm um sonho em comum: chamar a atenção dos ídolos, que costumam ser marcados em postagens. Daniel, inclusive, já conversou com produtores brasileiros para um possível encontro com Bieber caso ele venha mesmo para o Rock in Rio 2021.

Última pergunta: o que vocês fariam se pudessem ser Bieber e Smith por um dia? Além de transferir todo o dinheiro da conta bancária de Bieber para a dele —até eu, né?—, Daniel diz que deitaria na cama e aproveitaria a fama do pop star. Não julgamos.

Continua depois da publicidade

Seria muito legal desfrutar de toda a fama e carisma que eles têm. O Will Smith está cercado de energia positiva. Aquele cara é iluminado. Todo mundo gosta dele. E, passa o tempo, ele continua atual. Ia aproveitar da fama e alegria dele, que é bem brasileira mesmo.
Naio