PUBLICIDADE
Topo

Porta dos Fundos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Você deveria continuar usando máscara - e isso não tem nada a ver com saúde

Vira esse perdigoto pra lá - Reprodução
Vira esse perdigoto pra lá Imagem: Reprodução
Porta dos Fundos

Textos semanais escritos pelos roteiristas do canal de humor Porta dos Fundos, responsáveis por mais palavrões ditos por famosos que a coluna do Léo Dias. "Roteiristas são como duendes: ninguém nunca os vê, mas fazem coisas mágicas por um prato de comida" (antigo provérbio chinês)

Colunista do UOL*

24/03/2022 13h52

Tá respirando tranquilo como se a pandemia tivesse acabado, não é mesmo? De repente o mundo parece ter voltado à normalidade de antes e você nem quer pensar que as eleições têm muito a dizer sobre isso.

Dessa forma, você já não pensa nas mães que não aguentam mais serem privadas do convívio social porque seus filhos não têm vacinas; e também pretende aproveitar para matar aquele seu tio chato que vive te enchendo tentando te vender produtos para emagrecimento com resultados duvidosos. Agora é hora de sorrir mostrando todos os seus dentes - que já foram mais brancos e que agora precisam se lembrar de visitar o dentista. Mas será que é o que realmente queremos?

A máscara trouxe muitos benefícios para o nosso convívio, entre eles a nossa privacidade com a saúde bucal. Sem máscara você terá que voltar a cuidar daquele mau-hálito que toda sua família sempre reclamou e que acabou com vários relacionamentos seu (sim, o problema era você). Sem máscara, encare esse gasto e trate sua gengivite ou qualquer outro "ite" que pode estar deixando sua boca com cheiro de cocô.

Também é chegado o momento de parar de falar sozinho. Acabou sua camuflagem, meu amigo. Aqueles comentários sarcásticos na fila do caixa eletrônico sobre o cara que esqueceu a própria senha, já não terão mais perdão. Todos saberão que o babaca é mesmo você. Perderemos a liberdade de pensar em voz alta, amigos imaginários que tão carinhosamente foram criados durante um surto de quarentena desaparecerão e se sentirão excluídos.

Aliás, também não pode mais fazer caretas, nem sorrir com ironia. Agora, seu rosto está novamente nu. Você se lembra como se comportar com a boca exposta? Não, eu sei que não. Os lábios são os novos guarda-chuvas em festas.

Além de proteger contra um vírus, a máscara ainda te protegia de cumprimentar desafetos e negacionistas pela rua. Você podia simplesmente fingir que não os viu, não reconheceu. Agora, eles farão questão de não apenas te cumprimentar, mas dizer como o país tá ótimo e que não sabem mais se Putin é ou não comunista. Vai ser complexo explicar.

Por isso, é bom mesmo você pensar em ter minimamente uma etiqueta para sair por aí gritando que a Vida é Bela. Como um bom Roberto Benigni, minta para você mesmo e para todo o resto, mas por favor, não tussa em público. Sim! Chega de tosses nas filas de mercado, não é de bom tom. Tá com tosse? Não saia de casa. Espirros? Nem falemos sobre isso! Nunca mais! Acabou, como mostra a esquete do Porta dos Fundos de hoje.

Ah! Máscaras. Nos salvaram de tantas coisas e você ainda vai insistir em respirar o ar "puro" sem filtro?

*Juliana Rodrigues é roteirista, coordenadora de conteúdo do Porta dos Fundos e ainda não largou a máscara - pelo covid e pelo prazer de falar sozinha pela rua.