PUBLICIDADE
Topo

Chico Barney

Casimiro deixa um pouco menos solitária a experiência de assistir TV

Casimiro Miguel durante live na Twitch - Reprodução/YouTube
Casimiro Miguel durante live na Twitch Imagem: Reprodução/YouTube
Conteúdo exclusivo para assinantes
Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Colunista do UOL

17/05/2022 04h00

A era do streaming trouxe mais autonomia para que o telespectador decidisse não só o que assistir, mas também qual a frequência e intensidade. Isso mudou radicalmente a experiência de acompanhar programas televisivos.

Para uma parte cada vez mais relevante da sociedade, estamos sem qualquer tipo de amarra quando o assunto é grade de programação. Ninguém precisa esperar o jornal acabar para ver a novela, tampouco abrir mão do futebol para prestigiar algum show de variedades.

Liberdade ou solidão?

Mas a tecnologia também teve impacto relevante nos hábitos complementares ao mero ato de ver TV. São poucas as atrações que resistem como grandes fogueiras nas quais toda a aldeia se reúne o redor. Durante décadas, o que estava passando nas principais emissoras era lenha para queimar nos papos de elevador, na fila do banco e nas viagens mais longas de táxi.

Com a liberdade de cada um assistir o que quer na hora que prefere, fica difícil encontrar balizadores seguros o suficiente para engatar uma conversa tão vazia quanto agradável, sem qualquer compromisso.

Só que a modernidade que dá o frio também oferece um cobertor. Basta observar o curioso caso de Casimiro Miguel, popular streamer que passa as madrugadas reagindo a vídeos variados —e agora se tornou uma espécie de catapulta para programas de TV voltados aos jovens, seu público majoritário.

O simpático vascaíno estourou como referência no âmbito do futebol, mas ganhou musculatura e viu sua audiência disparar acompanhando conteúdos tão diversos quanto visitas a mansões na Barra da Tijuca, viagens internacionais de primeira classe e montagem de lancheiras para crianças.

As transmissões são acompanhadas por dezenas de milhares de pessoas na calada da noite pela Twitch. No dia seguinte, se transformam em centenas de milhares de pessoas quando são editadas em trechos menores, específicos para cada assunto, no YouTube.

Além do material criado para a própria internet por produtores independentes, Casimiro também exibe programas de TV atuais durante suas longas celebrações noturnas. Depois de maratonas de Pesadelo na Cozinha da Band, agora o quadro Vai Dar Namoro de Rodrigo Faro é um dos seus carros-chefes.

Mediante acordos comerciais, já exibiu também fases iniciais de Túnel do Amor, reality de pegação apresentado por Marcos Mion para o Multishow, e Cooking Island - Ilha do Sabor, do GNT. Conheço gente que, mesmo com acesso ao Globoplay, está aguardando a liberação de novos episódios para acompanhar tudo com o streamer.

Além dos comentários espirituosos do crooner do crepúsculo, um diferencial importante é o senso de pertencimento. Todos juntos acompanhando os absurdos do audiovisual brasileiro. Ainda é ver TV na hora que bem entender, devidamente alinhado ao zeitgeist, mas sempre em boa companhia.

Um passo além

No seu desafio mais radical, Casimiro também reage a jogos do campeonato brasileiro de futebol. Não a transmissões de outros canais, mas aos jogos em si, ao vivo e de maneira oficial, em uma cobertura que não lembra em nada os clássicos da TV aberta. Ainda causa certa estranheza em parte do público, mas parece ser uma tendência já estabelecida para os próximos anos.

A linguagem menos descritiva e mais conversada está ganhando muito espaço. Tiago Leifert fechou contrato com o Globoplay para transmitir a Copa do Mundo nesse formato. Ladeado justamente por Casimiro, o ex-apresentador do BBB está conduzindo partidas no Prime Video.

É interessante notar o quanto esse universo pode ser sincrético. Sob contrato com a TNT Sports da Warner/HBO, como é o caso do Casimiro, é possível um mesmo profissional dialogar com Record, Globo, Amazon, Band, Google e o que mais pintar.

Em contrapartida, para que tenhamos uma noção melhor dos limites que podem ser alcançados por esse modelo, falta ainda surgir mais streamers com a mesma força para furar bolhas.

A curadoria extraordinária junto com o inegável carisma formaram a tempestade perfeita para Casimiro Miguel no entretenimento, após base bem construída no futebol. Quem serão os próximos aglutinadores que seguirão nos salvando da solidão arrebatadora que é assistir TV no século 21?

Voltamos a qualquer momento com novas informações.