PUBLICIDADE
Topo

Chico Barney

"Fada sensatismo" é o maior risco para o sucesso do BBB 21

As finalistas do BBB20, Manu, Thelma e Rafa (Reprodução/TVGlobo) - Reprodução / Internet
As finalistas do BBB20, Manu, Thelma e Rafa (Reprodução/TVGlobo) Imagem: Reprodução / Internet
Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Colunista do UOL

19/01/2021 00h33

Inspirado pela obra de Aristóteles e John Locke, o pensador francês Charles-Louis de Secondat, Baron de La Brède et de Montesquieu, mais conhecido como Montesquieu, consagrou algo chamado Teoria da Separação dos Poderes —o popular Sistema de Freios e Contrapesos.

É um dos fundamentos para o Estado Democrático de Direito. Garante autonomia para que cada poder exerça sua função, sempre sob a observação dos outros poderes.

O BBB 20 foi absolutamente brilhante, conseguindo nos arrancar largos sorrisos durante um período sombrio, graças ao profundo equilíbrio entre as forças políticas recorrentes em um reality show: o bom senso e o vacilo. Nesse caso específico, ambos em graus extremamente intensos.

A vitória das fadas sensatas foi uma lufada de ar fresco após a campeã de tão triste memória na temporada anterior. Mas foi tão eloquente que pode acabar desestabilizando a harmonia entre nexo e caos na vindoura edição.

A tendência é que a maioria dos participantes tente replicar as estratégias vencedoras de ilustres figuras como Thelma, Rafa e Manu. Com isso, de onde surgirá a emoção do conflito? Uma dinâmica de compensação entre as partes é muito necessária.

A escalação do elenco é importante, assim como as decisões do público nas primeiras semanas de jogo. Se não houver uma oposição composta por figuras terrivelmente equivocadas, o "fada sensatismo" já se coloca como um dos maiores riscos para o sucesso do BBB 21.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.