PUBLICIDADE
Topo

Viajar para Santiago ficou mais fácil: conheça atrativos da capital chilena

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

24/12/2018 04h00

Neste mês de novembro, começaram a ser realizados, entre o Brasil e Santiago, os voos de baixo custo da companhia Sky Airline, com algumas passagens aéreas custando menos de 60 dólares (mais taxas) o trecho. 

Trata-se de uma operação que deixa a capital chilena ainda mais acessível para turistas brasileiros (empresas como a Latam, por exemplo, já oferecem uma enorme quantidade de voos para lá). 

E, para a sorte de quem gosta de viajar, não faltam interessantes atrativos na principal cidade do país de Pablo Neruda. Abaixo, conheça alguns deles.

Palacio de la Moneda e Plaza de Armas

Plaza de Armas, em Santiago, Chile - IHervas/Getty Images/iStockphoto - IHervas/Getty Images/iStockphoto
Imagem: IHervas/Getty Images/iStockphoto

O chamado Centro Histórico de Santiago abriga alguns dos principais monumentos arquitetônicos da capital do Chile. 

Vale a pena começar um tour pela região na Plaza de Armas, onde se destaca a linda catedral metropolitana (que começou a ser construída no século 18).

Depois, empreenda uma caminhada pelas atmosféricas ruas da área, onde você irá se deparar com lindos edifícios como o complexo neoclássico do Palacio de la Moneda (sede da presidência chilena) e o Museo Histórico Nacional (que abriga importantes quadros da história chilena, como a obra batizada de "La Fundación de Santiago", do artista Pedro Lira)

Na hora de descansar as pernas, sente em um dos banquinhos da via Paseo Ahumada, na qual é possível admirar a variedade humana de Santiago passando na sua frente. 

Bellavista

Bairro de Bellavista, em Santiago, no Chile - daboost/Getty Images/iStockphoto - daboost/Getty Images/iStockphoto
Imagem: daboost/Getty Images/iStockphoto

Bellavista é uma das regiões mais coloridas e boêmias de Santiago: é lá que você deve ir caso queira degustar um pisco sour no meio de gente descolada. 

A área concentra restaurantes, cafés e bares, em um ambiente de agitação bem interessante. 

Se estiver por lá durante o dia, não deixe de visitar a Casa Museo La Chascona, que opera em um imóvel que pertenceu a Pablo Neruda e exibe objetos relacionados ao célebre poeta chileno. 

Parque Bicentenario

Parque Bicentenario, em Santiago, Chile - Phaelnogueira/Getty Images/iStockphoto - Phaelnogueira/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Phaelnogueira/Getty Images/iStockphoto

Quer curtir uma tarde em uma bela área verde durante sua viagem por Santiago? Caso a resposta seja sim, vá até o parque Bicentenario, chamado por muitos de "o pulmão verde" da capital chilena. 

É um lugar perfeito para fazer longas caminhadas entre árvores, extensos gramados, lagoas com cisnes, ciclovias e áreas para piquenique.  

O parque ainda oferece vista para os modernos arranha-céus do distrito financeiro de Santiago (uma área conhecida como Sanhattan, em referência à ilha de Manhattan, em Nova York).  

Cerro San Cristóbal

Turistas observam a cidade de cima em um dos mirantes do cerro San Cristobal - Caio Ferretti/UOL - Caio Ferretti/UOL
Imagem: Caio Ferretti/UOL

Parte do Parque Metropolitano, o Cerro San Cristóbal tem seu cume acessível a turistas, de onde se curte lindas visões panorâmicas da capital chilena e das montanhas que a protegem. 

É possível fazer o percurso a pé ou chegar ao topo com um funicular. 

Na base do Cerro San Cristóbal fica o Zoólogico Metropolitano, um passeio que tem tudo para agradar as crianças.  

Cerro Santa Lucía

Entrada do cerro Santa Lucía, onde o descobridor Pedro de Valdivia fundou a cidade de Santiago - Caio Ferretti/UOL - Caio Ferretti/UOL
Imagem: Caio Ferretti/UOL

O Cerro Santa Lucía é outro excelente mirante que oferece vista panorâmica para a cidade de Santiago. Trata-se de um destino que fica na região central da capital chilena, com visão privilegiada para as paisagens urbanas locais. 

Além disso, no lugar existem lindas obras arquitetônicas, como a Fuente de Neptuno, uma belíssima fonte construída entre os séculos 19 e 20.  

Lastarria

Bairro de Lastarria, em Santiago, Chile - Alvaro Vidal/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.es - Alvaro Vidal/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.es
Imagem: Alvaro Vidal/creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.es

Lastarria é um bairro de Santiago extremamente agradável para uma caminhada (e que pode consumir uma tarde inteira de sua viagem). Cortada por simpáticas ruazinhas, a região abriga tendinhas vendendo artesanatos e antiguidades, músicos de rua, galerias de arte, além de cafés e restaurantes agradáveis. 

Na região também fica o lindo Parque Forestal (uma das mais belas áreas verdes da cidade) e o Museo de Bellas Artes, um dos principais centros culturais do Chile. 

Sky Costanera

Costanera Center, em Santiago, no Chile - patrickds/Getty Images - patrickds/Getty Images
Imagem: patrickds/Getty Images

Com 300 metros de altura, o edifício conhecido como Gran Torre Santiago (no centro da foto) é um dos símbolos da capital chilena e, atualmente, é o mais alto arranha-céu da América Latina. 

Em uma das partes mais altas deste monumento existe um mirante aberto ao público chamado Sky Costanera, que oferece vistas panorâmicas fantásticas de Santiago e das montanhas que existem no horizonte desta metrópole do Chile. Passeio altamente recomendado. 

Mercado Central

Por dentro do mercado central de Santiago: o restaurante Donde Augusto, opção mais tradicional para provar os peixes típicos do país - Caio Ferretti/UOL - Caio Ferretti/UOL
Imagem: Caio Ferretti/UOL

O Mercado Central é uma das atrações turísticas mais populares de Santiago. Muita gente reclama que os preços nos restaurantes e lanchonetes que existem lá dentro são inflacionados demais, mas, mesmo assim, vale a pena dar pelo menos uma passada por este cartão-postal durante uma visita à capital chilena.  

O local foi inaugurado em 1872 e é feito com uma fotogênica estrutura de ferro. Lá, é possível tanto provar pratos de frutos do mar do oceano Pacífico como comprar uma boa garrafa de um vinho chileno. 

Centro Cultural Estación Mapocho

Centro Cultural Estação Mapocho, em Santiago, Chile - Rodrigo Fernández/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en - Rodrigo Fernández/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en
Imagem: Rodrigo Fernández/creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en

Perto do Mercado Central, o Centro Cultural Estación Mapocho é um dos melhores lugares para ver apresentações culturais na capital chilena.

Funcionando dentro de uma antiga estação de trens, o local é dono de uma variada agenda de espetáculos, sendo palco, por exemplo, para festivais de artes cênicas, shows de música folclórica, exposições fotográficas e muito mais. 

Passeios fora de Santiago

Balneário de Viña del Mar, no Chile - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Há diversos passeios para fazer a distâncias relativamente curtas de Santiago. 

A cerca de 125 quilômetros da capital chilena está o balneário de Viña del Mar (na foto), com animadas praias para tomar um sol nas épocas mais cálidas do ano.

A cidade de Valparaiso, por sua vez, fica bem ao lado de Viña, e oferece, para o turista, atmosféricas vielas e ladeiras, recheadas de fotogênicos edifícios históricos.

Já a região conhecida como Embalse El Yeso (a aproximadamente 110 quilômetros da capital chilena) exibe uma represa cercada por montanhas, em uma paisagem belíssima. 

E também é possível fazer viagens bate-e-volta para visitar vinícolas que ficam perto de Santiago, como a Concha y Toro e a Undurraga.