PUBLICIDADE
Topo

Passagem barata, o melhor hotel, ajuda com idioma: apps facilitam a viagem

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

19/09/2018 04h00

Parece algo óbvio, mas é preciso saber se planejar para fazer uma viagem sem percalços e gastos desnecessários. Hoje, não faltam sites e aplicativos que prometem ajudar o turista a achar passagens aéreas por preços econômicos, reservar hotéis com bom custo-benefício e até a se comunicar em um idioma estrangeiro fora do Brasil. 

Abaixo, veja algumas das melhores ferramentas que podem auxiliar o viajante a realizar uma jornada sem dor de cabeça (todos os aplicativos citados na matéria são de download gratuito). 

Leia também

Passagens aéreas

Passagem aérea no celular - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Muita gente procura passagens diretamente no site das companhias aéreas. Uma boa estratégia para encontrar bilhetes mais em conta, entretanto, é fazer esta pesquisa nos chamados "buscadores de voos": são sites como Skyscanner, Kayak e Voopter, que comparam os preços de diversas passagens aéreas disponíveis para o destino da viagem, auxiliando o turista a achar bilhetes com preços econômicos com mais rapidez.

O Skyscanner, por exemplo, oferece uma ferramenta muito interessante para quem ainda não sabe para onde viajar: no seu campo de buscas, é possível digitar "qualquer lugar". Ao fazer isso, o site irá exibir passagens aéreas com preços baixos para uma série de destinos turísticos ao redor do mundo. 

Tanto no Skyscanner como no Kayak, o viajante também pode se cadastrar para receber alertas de preço, que informam o viajante, via e-mail, caso o valor do bilhete desejado fique mais barato.

Caso possível, tenha flexibilidade em relação aos dias de sua viagem: os buscadores exibem calendários que mostram as variações de preços das passagens nos diferentes dias do mês. Por exemplo: um voo em uma segunda-feira pode estar mais barato do que um voo no fim de semana. 

Hotéis

Hóspede entrando em quarto de hotel - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Há também ótimos sites buscadores para reservar hotéis: Hoteis.com, Booking e Trivago, por exemplo, ajudam o turista a encontrar, com poucos cliques, uma enorme variedade de acomodações no destino de sua viagem. O viajante consegue refinar sua busca selecionando a faixa de preço que está disposto a pagar nas diárias e até procurar apenas estabelecimentos que tenham piscina ou aceitem animais de estimação.

E o melhor: em todos estes sites, é possível ler comentários de pessoas que ficaram nos hotéis e saber se os estabelecimentos oferecem bons serviços e infraestrutura. 

Fique também ligado nas promoções que estes buscadores costumam oferecer para seus usuários. O Hoteis.com, por exemplo, tem uma espécie de programa de fidelidade: ao acumular dez noites reservadas através do site, o turista pode receber uma diária gratuita.

E o que acontece se você chegar a alguma cidade turística e não tiver um hotel reservado? O aplicativo Hotel Tonight oferece uma solução para este problema: ele ajuda o viajante a encontrar hotéis de última hora e com preços em conta. O HostelWorld, por sua vez, é indicado para quem busca hospedagem em hostels. 

Locomoção no destino

Turista no celular Amsterdã, na Holanda - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Locomover-se em uma cidade desconhecida costuma ser um grande desafio para a maioria dos turistas. Se você não quiser gastar todo seu dinheiro com Uber, vale a pena baixar os aplicativos Moovit ou Transit, que ajudam o turista a se locomover nos sistemas de transportes públicos de diversas cidades do mundo. 

Há também aplicativos muitos bons para quem quiser circular a pé: o Maps.me, por exemplo, funciona em modo offline no celular, pode guiar o turista por quase todas as cidades do mundo, indicando os melhores caminhos entre um ponto A e um ponto B.

E o que acontece se você se perder enquanto se locomove por uma cidade estrangeira (e não souber falar o idioma local)? O Google Translate traduz, em sistema de áudio, frases do português para dezenas de outras línguas, possibilitando que o turista literalmente se comunique com outras pessoas nos quatro cantos do globo.

E se a intenção for economizar para viajar entre duas cidades, vale a pena usar o BlaBlaCar: trata-se de um site onde o turista pode encontrar motoristas oferecendo carona para o destino que ele pretende visitar. O preço cobrado por estes corridas costuma ser mais barato do que passagens de ônibus ou trem.

Vivendo como um local

turista, rede, praia, viagem, litoral - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Há viajantes que gostam de evitar atrações que são clichê e explorar lugares menos conhecidos do destino de sua viagem, frequentados apenas pelos nativos. Se este for o seu caso, o site Like A Local pode ser uma boa pedida.

É uma ferramenta que reúne roteiros turísticos em diversas cidades do mundo, com percursos montados por quem vive nelas. Lá, é possível encontrar restaurantes com comida deliciosa e preços baixos, dicas de bares descolados que ainda não foram descobertos pelo turismo de massa e lojas que vendem produtos típicos por preços justos. 

O Localeur é um aplicativo que oferece um serviço parecido ao do Like A Local. O Airbnb, por sua vez, tem um serviço pago chamado "Experiências", no qual o turista pode realizar atividades originais guiadas por moradores do destino visitado. Na República Dominicana, por exemplo, o viajante tem a chance de ter aulas de surfe com um antigo campeão das ondas. 

Organização

Em tempos de crise, veja o que não vale a pena economizar na viagem - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

O Google Trips é um aplicativo que ajuda o turista a se organizar durante sua jornada: trata-se de uma ferramenta que pode reunir e ordenar, de maneira prática e de fácil visualização, documentos importantes de uma viagem, como reservas de hotéis e passagens aéreas (tudo podendo ser acessado em modo offline no celular). 

O Trips também ajuda o turista a tirar o máximo de proveito da cidade que está visitando: ele informa a localização dos principais pontos turísticos do destino e o caminho para chegar até eles. Com a ferramenta, o viajante pode montar um itinerário e passar o dia inteiro circulando por diversos cartões-postais sem enfrentar percalços. 

Na hora de escolher restaurantes e bares para visitar durante o trajeto, colha informações no TripAdvisor: o site reúne avaliações de uma infinidade de pessoas que já estiveram nestes locais. Lá, é possível ter uma boa ideia se o estabelecimento onde você quer comer ou beber algo é realmente bom. O Yelp é outro aplicativo que fornece este tipo de informação. 

Controle de gastos

Dólares na carteira são o melhor para economizar - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Em tempos de real desvalorizado, o turista precisa ter uma noção clara de quanto está gastando em uma viagem no exterior. Para isso, é importante baixar no celular um aplicativo de conversão de moedas, o que ajuda viajante a ter uma ideia aproximada de quanto custa, em moeda brasileira, aquela cerveja comprada em um pub de Londres ou a paella consumida em um restaurante de Madri. 

Entre conversores populares estão o XE e o Currency Easy Converter

O Splitwise, por sua vez, é um aplicativo que controla gastos realizados em viagens de grupo. Você pagou o jantar para seus amigos naquela noite em Nova York? E, no dia seguinte, alguém bancou a sua entrada em um museu? No Splitwise, é possível registrar todas estas despesas e, ao final da jornada, ver se alguém está devendo dinheiro para alguém.

E, no aplicativo Carteira Viagem, você informa quanto dinheiro tem para gastar em determinada viagem e anota seus gastos no decorrer da jornada. Com o app, o viajante saberá com mais facilidade se chegar perto de estourar o seu limite de despesas (o Carteira Viagem também faz a conversão do real para a moeda do país que está sendo visitado).  

No aeroporto

Casal se diverte em aeroporto - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Passar horas em um aeroporto à espera de um voo pode ser bem entediante. Mas há ferramentas que ajudam a deixar esta experiência menos chata.

O GateGuru, por exemplo, mostra a lista de lojas e restaurantes que existem em mais de 200 aeroportos do mundo (trazendo, inclusive, o mapa dos terminais) e ajuda o passageiro a encontrar comida de qualidade e bons produtos para comprar nos terminais de embarque. A ferramenta ainda disponibiliza outras informações úteis, como o tempo de espera na fila do raio-X. 

O Yelp é outra ótima fonte de informações para saber se aquele restaurante caro de um aeroporto internacional vale a pena: a ferramenta reúne avaliações de diversos estabelecimentos gastronômicos que existem em terminais de embarque ao redor do mundo. 

O FLIO é outro aplicativo que traz informações sobre atividades para fazer em centenas aeroportos de todo o planeta.