PUBLICIDADE
Topo

Mercados de Natal de Berlim voltam em 2021 com restrições devido à covid-19

Mercados de Natal de Berlim, assim como os de Viena, Munique e Frankfurt são disputados no fim de ano europeu - Juliana Simon/UOL
Mercados de Natal de Berlim, assim como os de Viena, Munique e Frankfurt são disputados no fim de ano europeu Imagem: Juliana Simon/UOL

De Nossa

28/10/2021 09h14

Os tradicionais mercados natalinos estão de volta a Berlim em 2021, após um ano de hiato por causa da pandemia. No entanto, as celebrações, espaços de compras e enormes áreas decoradas estarão sujeitas a dois protocolos de entrada com o intuito de impedir a disseminação da covid-19.

De acordo com o jornal Der Tagesspiegel, o Senado alemão anunciou nesta terça (26) que os organizadores dos eventos poderão aplicar o conjunto de exigências 2G ou 3G a seus frequentadores a partir de 22 de novembro, no início oficial da temporada de festejos natalinos na cidade.

Sob as regras do protocolo 3G, qualquer pessoa maior de 12 anos pode entrar em um mercado desde que apresente comprovante de vacinação, de recuperação da covid-19 ou um teste negativo para a doença.

No entanto, sob as regras 2G, apenas os comprovantes de vacinação ou de recuperação serão aceitos; testes não serão suficientes para permitir a entrada.

Vale lembrar que, no país, são reconhecidos apenas os comprovantes de imunização com as vacinas da Pfizer, AstraZeneca (Vaxzevria ou Covishield), Moderna e Janssen.

Brasileiros que tenham sido vacinados com a CoronaVac só poderão entrar no país caso se enquadrem nos critérios de exceção estabelecidos pelo governo alemão.

Isto é, caso sejam familiares próximos de cidadãos alemãos (cônjuge, pai ou filho), se tiverem residência fixa no país ou puderem comprovar necessidade de realizar a viagem em caráter essencial (como por razão humanitária.

Neste caso, eles deverão apresentar um teste negativo realizado em até 72 horas antes do desembarque ao chegar à fronteira.

O Visit Berlin, órgão oficial de promoção do turismo na capital, anunciou que alguns operadores dos mercados já optaram pelo protocolo 2G, mais rígido, mesmo um mês antes da data de abertura oficial.

Isto porque o esquema 2G permite que os eventos funcionem com lotação máxima de frequentadores, enquanto com o 3G, mais flexível, só pode ser aplicado com restrição de número de pessoas e uso obrigatório de máscara nas áreas internas.

Portanto, a recomendação é que os visitantes se informem sobre as exigências antes de se deslocarem até os mercados. Uma lista dos grandes eventos, com seus respectivos contatos, já foi disponibilizada pelo Visit Berlin aqui.

Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior desta matéria afirmava que brasileiros vacinados com a CoronaVac poderiam entrar na Alemanha apenas com um exame negativo para a covid-19. No entanto, esta medida só vale para aqueles que se enquadram nos critérios de exceção. A informação já foi corrigida.