PUBLICIDADE
Topo

Apê decorado só com "recebidos" ganha personalidade com clássicos e boho

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

19/08/2021 04h00

Antes de tudo, é preciso dizer: este apartamento de 80 m² em Niterói, RJ, foi muito sonhado. Gi Mello e o marido o compraram na planta, em 2015, mas só se mudaram em março de 2018. Nesse intervalo, ela, precisou alugar um apartamento temporário, mobiliado, onde não podia alterar nada. Vivia uma expectativa angustiante.

"Só pensava em decoração. Fiquei entre duas coisas que eu amava: a casa do passado e o apartamento do futuro", ri.

Finalmente, quando chegou a ele, hora de fazer as mudanças. "Mas eu parei de trabalhar para me dedicar integralmente à maternidade. Com isso, não tinha dinheiro sobrando para decorar. Vim para cá querendo deixar tudo mais bonito e o marido sempre podava, pois pagava todas as contas", diz.

Gi Mello - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Gi Mello
Imagem: Arquivo Pessoal

Uma vizinha, certa vez, a incentivou a guardar as boas ideias no Instagram. "Eu nem mexia muito, mas começaram a vir pessoas interessadas nos meus achados em lojas. Minhas fotos eram horríveis. Aos poucos, fui melhorando", ri.

A casa foi decorada do jeito que o marido podia pagar — para tristeza de Gi, que sonhava com algo mais diferente. "Até que chegou uma hora que o perfil aconteceu", lembra, hoje com 110 mil seguidores no @gi_mello_decorando. Ela passou por sorteios e outras fases da rede social. Um dia, recebeu um caminhão de móveis e complementos no prédio. Era para mudar toda a sua casa. "Foi incrível", lembra.

Um @ me deu tudo o que tenho hoje: um trabalho, uma casa decorada, tratamento estético, comida".

Sala de estar de Gi Mello - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Sala de estar de Gi Mello
Imagem: Arquivo Pessoal

Tempos depois, mais lojas se interessaram em ter seus produtos mostrados por ela. "Quando a minha sala ficou pronta, outra marca me propôs trocar tudo. Topei na hora", conta, disposta a todas as aventuras quando o assunto é decoração.

Inclusive, Gi é daquelas que transformam vidros usados de molho de tomate com tinta em spray — errando e acertando ela os transforma em vasinhos de flores, com um resultado que surpreende.

Identidade

Espaço de home office - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Espaço de home office
Imagem: Arquivo Pessoal
Varanda - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Varanda
Imagem: Arquivo Pessoal

Com pegada boho, o estilo do apartamento segue o clássico. "Misturo o clean a cores claras, palha e outras texturas, é uma mistura que gosto", ri. Hoje ela agradece ao universo por poder fazer mudanças sem gastar um tostão — tudo ali veio de trocas, permutas, recebidos.

"Quando abro a porta, ao chegar aqui, sempre digo: 'meu Deus, é meu mesmo?' Amo decorar. Toda mulher gosta de ter a casa bonita e eu realizei esse sonho. Agora sonho em ir a um programa de TV mostrar meus DIY, os itens que faço à mão", conta. A gente fica na torcida.

Decoração do quarto - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Decoração do quarto
Imagem: Arquivo Pessoal
Sala de jantar - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Sala de jantar
Imagem: Arquivo Pessoal

Dicas da Gi Mello para recriar sua casa sempre

  • Pesquise muito e ganhe ideias novas. "Entro no recurso 'Explorar' do Instagram e encontro muitas coisas estrangeiras ali. Fico olhando até as lojas. Assim acho referências e inspirações para fazer diferente e reinventar a decoração."
  • Caro? Nem sempre. "Decorar não é sobre ter muito dinheiro. Entendi isso: é preciso saber do que você gosta, para não ficar perdido e comprar por comprar."
  • Descubra sua casa. "É importante ter o olhar de descoberta para criar novas funções para o que já temos. Não tenho milhões de vasos, faço a decoração ser itinerante e troco as coisas de lugar sempre. Isso faz parecer que a casa está sempre nova. Coloco flores em garrafa térmica, chaleira...pra mim, transformar é importante. Com tinta em spray salvo a vida de vários objetos, com papel adesivo com estampa de madeira renovo itens e me surpreendo."
  • Dê seu jeitinho. "Flores secas, por exemplo, são caras. Compro e deixo secar eu mesma -- são os arranjos mais tops da minha casa. Vou juntando o que encontro na rua, reciclo potes de vidro e escrevo em inglês pra ficar chique. Esses toques mudam tudo."

@s que me inspiram

@decor_estilo_stephen

“A Karla tem a casa dos sonhos. Amo o estilo dela, tem bom gosto até no vestir. Conheço a pessoa maravilhosa que ela é, a casa dela reflete isso.”

@vivianemagalhaes.of

“O gosto dela é muito parecido com o meu, o apartamento dela tem muita sintonia com o meu. Amo isso, sem olhar a referência uma da outra, pensamos parecido.”