PUBLICIDADE
Topo

Lavar carne crua na pia antes de prepará-la é certo ou errado?

Frango lavado na pia: é preciso cuidado ao realizar o processo - Dmitriy Pridannikov / EyeEm/Getty Images
Frango lavado na pia: é preciso cuidado ao realizar o processo Imagem: Dmitriy Pridannikov / EyeEm/Getty Images

De Nossa

21/01/2021 11h09

Você deve ter ouvido um conselho de alguém mais velho sobre passar uma aguinha na carne, peixe ou frango antes de cozinhar. "É uma questão cultural brasileira. Foi passado de geração em geração que o certo é tirar da embalagem e logo lavar", diz o chef Flávio Santoro.

Professor da Le Cordon Bleu em São Paulo, Flávio afirma que, por mais comum que seja, o processo não tem lógica. Isso porque, se a ideia é limpar a peça de vírus e bactérias, só a água corrente não é o suficiente.

"Seria necessário algum produto que também contaminaria o alimento, só que pela química". Além disso, a água da torneira das cidades é tratada com cloro, então, ao lavar, estaria adicionando mais um contaminante em vez de realmente limpar.

O mesmo pensamento se aplica para todas as proteínas. Há quem diga ainda que, se a carne estiver contaminada, o risco ao lavar pode ser maior, já que a pia e outras superfícies de trabalho também ficariam suscetível às bactérias. "Porém, é fácil e importante higienizar a pia constantemente com água e sabão ou desinfetantes como cloro".

Para não sentir vontade de lavar a carne, o frango ou o peixe é essencial observar a procedência do que é comprado, privilegiando açougues e mercados confiáveis, com estrutura para fazer o armazenamento de forma correta, e que tenham o Selo de Inspeção Federal (SIF).

E para tirar o tempero de congelados, lavar está valendo?

"Enxaguar uma proteína temperada só remove o tempero superficial e recai na questão que a água da torneira recebe tratamento químico. Além disso, o tempero que já tiver penetrado na carne não pode ser retirado", diz Flávio.

Por isso, para temperar do seu jeito, o melhor é optar por carnes in natura. Se o objetivo for somente tirar um excesso de ervas e condimentos, raspar a peça com a faca, colher ou espátula é mais eficiente do que água corrente.