PUBLICIDADE
Topo

Estampas, cores e texturas dão personalidade a apê e lindo quarto infantil

Meu Apê - Amanda Miranda - Denilson Machado - MCA Estúdio/Divulgação
Meu Apê - Amanda Miranda
Imagem: Denilson Machado - MCA Estúdio/Divulgação

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

21/01/2021 04h00

Liberdade é palavra de ordem na casa de 2021. É que depois de passar tanto tempo olhando para as paredes nos últimos tempos, muita gente ousou transformar o lar e encontrou personalidade.

Seja em cantinhos pequenos ou numa reforma, renovar nosso universo traz ânimo — e foi isso que a arquiteta Amanda Miranda percebeu ao se mudar para este apartamento em Niterói, RJ.

O projeto que ela desenhou para viver com a família — o marido Thiago e a filha Ana Beatriz — ficou pronto em três meses, tempo considerado curto. Nele, cores primárias aparecem sobre a base neutra, e depois se misturam a estampas e outros tons de objetos.

No quarto do casal, um mix nada óbvio na roupa de cama traz vermelho e tons rosados. Cestos na parede e um lápis, que remete aos desenhos de sua rotina, são objetos que dão personalidade e custam pouco, saindo do comum.

Gosto da mistura das cores, estampas e texturas que criei. E da amplitude que obtive, principalmente no pavimento superior".

Amanda Miranda - Denilson Machado - MCA Estúdio/Divulgação - Denilson Machado - MCA Estúdio/Divulgação
Amanda Miranda
Imagem: Denilson Machado - MCA Estúdio/Divulgação

Mas o lar pode divertir também. No início da quarentena, aliás, Amanda se sentiu livre para criar e pintou o quarto de Ana Beatriz com a temática do lobo mau, personagem preferido da pequena.

Mas veja o truque de equilíbrio: como o quarto já era bem colorido, entraram em cena apenas duas cores na pintura — outra boa inspiração para sair do comum. Veja como ficou o quarto da pequena Ana Beatriz:

Pontos altos do apê de Amanda

  • Aposte em cores primárias. Elas se dão bem com tudo e permitem constantes mudanças de cores nas almofadas e adornos.
  • Garimpe na família. A cristaleira centenária era da bisavó do marido da arquiteta. Antes em madeira escura, foi modernizada em laca azul, ganhando um ar mais leve e descolado.
  • Visite antiquários. A geladeira antiga do apê foi comprada num antiquário, reformada e pintada de preto.
  • Crie espaço. Para aproveitar melhor o nicho sob a escada, a arquiteta projetou uma estante para expor objetos, livros e plantas, em laca cinza, cor presente também no rack e no sofá da sala.

@s que me inspiram

@colortheorydesignco

Este instagram de arranjos florais, que são uma verdadeira inspiração de composição, de cores e mistura de texturas me inspira muito.

@lottlott

Gosto muito de seguir o Michel Lott, diretor criativo que sempre tem dicas de produção, tendências e design.