PUBLICIDADE
Topo

Retorno aos restaurantes deve ser baixo após o coronavírus, aponta pesquisa

Confiança dos clientes precisarão ser reconquistadas pelos estabelecimentos após a pandemia do coronavirus - Getty Images/iStockphotos
Confiança dos clientes precisarão ser reconquistadas pelos estabelecimentos após a pandemia do coronavirus
Imagem: Getty Images/iStockphotos

De Nossa

17/06/2020 11h47

Sofrendo grandes impactos em consequência do coronavírus, os restaurantes devem continuar a enfrentar baixa após o afrouxamento da quarentena e o fim da pandemia, como mostrou uma pesquisa realizada pela 4LIFE.

A empresa entrevistou 1.206 pessoas pela plataforma SurveyMonkey, entre os dias 10 e 14 de junho de 2020, e mostrou por meio dos resultados que apenas 19% dos entrevistados voltariam a frequentar em breve bares e restaurantes enquanto que 44% dizem que é muito pouco ou nenhum pouco provável o retorno imediato a esses tipos de estabelecimentos; 16% dos participantes ainda consideram provável a volta em curto prazo; e 21% razoavelmente provável.

"O consumidor deixou claro que quer conhecer todas as medidas de segurança referentes à higiene e como são elaborados os protocolos de atendimento e limpeza do estabelecimento", argumenta o idealizador da pesquisa, Igor Kalassa.

Não basta falar que faz, o local terá que demonstrar quais padrões estão sendo adotados"
Igor Kalassa

O estudo aponta ainda que 63% dos entrevistados declaram que o principal motivo de pedir delivery está relacionado à escolha do restaurante favorito; e que 53% consideram mesas ao ar livre uma boa opção para voltar a frequentar bares e restaurantes.

Os participantes da pesquisa demonstraram que os critérios para a escolha do estabelecimento para delivery ou take away estão relacionados, principalmente, aos lugares com os quais eles já têm alguma relação afetiva ou de confiança.

"Nunca foi tão importante o branding das marcas, porque ter presença forte nas redes sociais e um bom engajamento ajuda a influenciar na decisão dos pedidos dos serviços de delivery e take away", acrescenta Igor.

Ponto de vista dentro da cozinha

A chef de cozinha da Le Cordon Bleu, em São Paulo, Renata Braune destaca sobre a pesquisa uma mudança mais radical, porque não só mexe na estrutura do serviço de restaurantes mas, também, nos hábitos de comer fora de casa.

O maior desafio após pandemia será recuperar a confiança do cliente em proporcionar um ambiente onde ele se sinta seguro e, ao mesmo tempo, suprir as necessidades de faturamento da operação"
Renata Braune

Renata argumenta ainda que a mudança deve partir não só dos gerentes dos restaurantes, mas, principalmente, do público, que precisará passar por uma reeducação.

"Um desafio enorme pela frente, mas, como sempre, a criatividade brasileira terá que dar a volta por cima e restabelecer o mercado de restaurantes, fast food, buffet, entre outros", diz. "Procedimentos diversos serão necessários, mas volto a dizer que eles só serão eficientes se o público colaborar e souber utilizá-los de forma coerente e responsável".