PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Única medalhista olímpica do Irã deixa o país e passa a treinar na Holanda

PETER CZIBORRA
Imagem: PETER CZIBORRA

13/01/2020 15h01

AMSTERDÃ (Reuters) - A única medalhista olímpica do Irã deixou o país várias semanas atrás e está treinando em Eindhoven, cidade do sul da Holanda, informou a emissora estatal holandesa NOS nesta segunda-feira.

A campeã de taekwondo Kimia Alizadeh, que conquistou uma medalha de bronze na Olimpíada do Rio de 2016, disse nas redes sociais que partiu porque se cansou de ser usada pelas autoridades como uma ferramenta de propaganda.

Mimoun El Boujjoufi, treinador de taekwondo da Holanda, disse à NOS que foi procurado por Alizadeh um mês atrás.

"Ela estava de férias na Europa, mas decidiu com o parceiro não voltar ao Irã", disse El Boujjoufi, segundo a emissora. "É claro que ela é bem-vinda aqui. Conhecemos suas qualidades. Ela é um grande acréscimo ao taekwondo da Holanda".

Em uma postagem feita no Instagram no fim de semana, Alizadeh insinuou que se mudou para a Europa, mas sem dar detalhes.

"Ninguém me convidou à Europa e não recebi uma oferta tentadora. Mas aceito o sofrimento e a adversidade da saudade de casa porque não queria ser parte da hipocrisia, das mentiras, da injustiça e da bajulação".

"Sou uma de milhões de mulheres oprimidas do Irã que eles estão manipulando há anos... eu vestia qualquer coisa que eles mandavam e repetia qualquer coisa que me ordenavam. Cada frase que me ordenavam eu repetia", escreveu.

Não ficou claro se a Holanda foi abordada a respeito de um pedido de asilo. O Ministério das Relações Exteriores não quis comentar.

(Por Toby Sterling)

Esporte