Topo

Esporte


Lesão pode afastar Sané dos gramados por até sete meses, diz Guardiola

Leroy Sané se machucou na partida entre Liverpool e Manchester City pela Supercopa da Inglaterra - Marc Atkins/Getty Images
Leroy Sané se machucou na partida entre Liverpool e Manchester City pela Supercopa da Inglaterra Imagem: Marc Atkins/Getty Images

09/08/2019 13h41

Leroy Sané, meia-atacante do Manchester City, pode ficar até sete meses afastado por culpa de uma lesão no joelho, disse o técnico Pep Guardiola antes do confronto de sábado (10), contra o West Ham United, estreia da equipe no Campeonato Inglês.

O integrante de 23 anos da seleção alemã machucou o ligamento cruzado anterior do joelho direito na vitória sobre o Liverpool na Supercopa da Inglaterra no último domingo, e passará por uma operação na semana que vem.

"É uma notícia incrivelmente ruim. Não sei quanto tempo ele ficará fora. Normalmente esse tipo de lesão leva seis ou sete meses. Com sorte, (ele volta) em fevereiro ou março", disse Guardiola aos repórteres.

"Em três temporadas tivemos três (lesões de ligamento de joelho). Ele é jovem e com sorte se recuperará bem. Todas as pessoas o ajudarão, ele se sentirá sozinho e o ajudamos a se sentir tão bem quanto possível."

Surgiram especulações que Sané, cujo contrato vence em 2021, migraria para o Bayern de Munique durante a pré-temporada. Ele recebeu uma oferta de renovação do City, mas ainda não a assinou. Mas Guardiola fez questão de enfatizar que em nenhum momento pensou em vender o jogador, que foi eleito Jogador Jovem do Ano da PFA na campanha 2017-18.

"Não pensei na saída dele. Sempre disse que ele é nosso jogador, e ele não me disse que queria partir. Sempre achei que ele é nosso", acrescentou.

Esporte