Finais femininas da WTT em Nagoya-2023

As finais femininas da WTT (de 15 a 17/12) estão chegando, isto é: o evento que encerra a temporada do circuito internacional, com disputas de duplas e de simples. A chave individual reunirá as 16 mesa-tenistas que mais pontuaram na temporada; já a chave de duplas contará com as 8 melhores parcerias.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, TWITTER, INSTAGRAM, TIK TOK E FACEBOOK

Algumas curiosidades entre as classificadas para a chave de simples neste ano:

Nove mesa-tenistas disputaram o evento no ano anterior, ou seja: em Xinxiang-2022

Juntos, China e Japão somam dez atletas

Alemanha, Mônaco e Coreia do Sul contam com chinesas naturalizadas

Adriana Diaz e Bernadette Szocs são as duas únicas não-asiáticas

Miwa Harimoto (JPN) é a mais jovem, com 15 anos; Ying Han (ALE) é a mais velha, com 40

Bruna Takahashi ficou em 24º lugar na "corrida" para o evento

Continua após a publicidade

+Sun Yingsha e Chen Meng, primeiras classificadas para as finais femininas em Nagoya-2023

Estrelas do Japão nas finais femininas da WTT

Hina Hayata vai para Nagoya cercada de expectativas, por ser a japonesa de melhor ranking que competirá na Arena Nagoya Kinjo-Futo. Tendo se mantido entre as Top 10 nos últimos 22 meses sem falhar, Hayata foi muito elogiada por sua atuação na série WTT. Isto é: ela ganhou cinco troféus de simples desde que a série foi lançada em 2021, com dois títulos conquistados em 2023. E com um bronze histórico no Mundial em Durban neste ano, a canhota de 23 anos mostrou que tem o necessário para figurar entre as melhores. Ou seja: é certamente alguém para ficarmos de olho em Nagoya.

Mima Ito já foi a 2ª do mundo

Atleta que dispensa apresentação aos fanáticos pelo esporte, Ito volta para casa com algo a provar nas finais femininas da WTT, depois de uma temporada de altos e baixos no cenário mundial. Abrindo o ano em grande estilo com um título no WTT Contender Amã-2023, a mesa-tenista de 23 anos só passou das quartas uma vez, em 6 participações subsequentes na série WTT. Isto é: Ito chegou às semifinais no WTT Star Contender Liubliana-2023. No entanto, esta é a mesma mesa-tenista que ganhou a 1ª medalha olímpica no individual feminino para o Japão em Tóquio-2020, e foi vice-líder do ranking há pouco mais de dois anos.

Miwa Harimoto, a mais jovem nas finais femininas da WTT

Continua após a publicidade

A mais jovem entre as classificadas para Nagoya-2023 com apenas 15 anos, Miwa Harimoto tem surpreendido desde que estreou no circuito adulto em Março de 2022. Com uma rápida evolução, Harimoto conquistou seu primeiro título adulto no início deste ano, com aparições de sucesso no WTT Feeder Antália e WTT Contender Tunes. E desde então, chegou a três semifinais da série WTT.  Harimoto saltou 27 posições no ranking, isto é: da 41ª à 14ª, desde o início do ano. E assim, logo se colocou como uma séria desafiante à elite do esporte. Ou seja: não podemos subestimar sua estreia nas finais femininas da WTT.

+Adriana Diaz e Bernadette Szocs buscam 1o título na série WTT

Dupla da casa nas finais femininas da WTT

Haverá mais representantes do Japão na chave de duplas, com Miyu Nagasaki e Miyuu Kihara entre um dos 8 pares na lista de inscritos.

Ganhadoras de dois títulos de duplas na série WTT, Nagasaki and Kihara sabem o que é preciso para ter sucesso no nível mais alto. Isto é: elas já experimentaram sucesso em final de temporada, com o título nas Finais do Circuito Mundial da ITTF em 2019. Será que elas podem repetir a combinação perfeita em mais um encerramento de temporada, quatro anos mais tarde?

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes