Brasil ganha duas vagas no bobsled em Gangwon-2024

A delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude Gangwon-2024 ganhou novos membros neste sábado (9). Nesta semana, foram realizadas as últimas provas qualificatórias do bobsled e do skeleton, com o Brasil garantindo vaga nas duas modalidades. Cauê Gonçalves e Eduardo Strapasson vão competir no skeleton na Coreia do Sul, enquanto Luis Filipe de Sousa e André Luiz da Silva irão representar o país no monobob. As cotas devem ser confirmadas no início da próxima semana pela Federação Internacional de Bobsled e Skeleton (IBSF).+ Compartilhe no WhatsApp+ Compartilhe no Telegram

No skeleton, Cauê e Eduardo já estavam virtualmente classificados para os Gangwon-2024 e confirmaram as duas vagas para o Brasil nesta semana, após as provas realizadas na pista de Innsbruck, na Áustria. Na sexta-feira, Eduardo ficou em 15º lugar, enquanto Cauê foi o 18º colocado. Neste sábado, na última prova do circuito mundial juvenil, Eduardo Strapasson conseguiu a 14ª posição e Cauê Gonçalves terminou em 19º lugar. Com os pontos acumulados ao longo das últimas duas temporadas, a dupla garantiu duas vagas para o Time Brasil entre os 20 trenós que participarão da disputa do skeleton nos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude.+ Ygor Coelho ganha o bronze no Challenge do Canadá de badminton+ André/George e Duda/Ana Patrícia ficam com o bronze no Finals+ Minas vence no tiebreak e vai disputar a final do Mundial de Clubes de vôlei+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, TWITTER, INSTAGRAM, TIKTOK E FACEBOOK

Dois classificados no monobob

No bobsled, o Brasil também terá dois representantes na disputa do monobob masculino. Nesta semana em Innsbruck, Luis Filipe de Sousa ficou no top-10 nas duas provas: nono lugar na sexta-feira e nono na prova de hoje. André Luiz da Silva foi 11º na primeira prova e 12º na segunda. Com os resultados de todo o circuito classificatório, o Brasil terá dois dos 18 trenós na modalidade.

Dessa forma, o Brasil chega oficialmente a 11 atletas classificados para os Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude Gangwon-2024. Anteriormente, o país já tinha sete vagas confirmadas: uma na patinação de velocidade em pista curta, duas no snowboard, além da equipe mista do curling. A delegação ainda deve ganhar mais representantes no esqui alpino e no esqui cross-country. Segundo um ranking publicado no site da Federação Internacional de Esqui (FIS), o Brasil teria direito a uma vaga por gênero nas duas modalidades, podendo receber vagas extras no cross-country. Assim, a delegação brasileira na Coreia do Sul terá ao menos 15 atletas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes