Brasil garante seis vagas para Paris-2024 no parataekwondo

O Brasil assegurou seis vagas no parataekwondo para os Jogos Paralímpicos de Paris-2024, após o término das competições da temporada. O último evento foi o Grand Prix Final, em Manchester, na Inglaterra, no último final de semana, em que o país faturou três medalhas. Maria Eduarda Stumpf (52kg) levou o ouro, enquanto Silvana Fernandes (57kg) e Ana Carolina Moura (65kg) ganharam bronzes.

As seis vagas vieram dos rankings mundiais. De acordo com o sistema qualificatório estabelecido pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC) e pela World Taekwondo, os seis atletas mais bem ranqueados em cada uma das dez categorias que integram o programa paralímpico do parataekwondo, em janeiro de 2024, garantem vagas em Paris-2024. Como não há mais eventos em 2023, as cotas puderam ser confirmadas ao final do evento em Manchester.

Vale destacar que as vagas no parataekwondo não são nominais, ou seja, pertencem ao país, não ao atleta. Assim, mesmo que Fabrício Marques (58kg), Nathan Torquato (63kg), Maria Eduarda Stumpf (52kg), Silvana Fernandes (57kg), Ana Carolina Moura (65kg) e Débora Menezes (+65kg) tenham ficado a frente no top-6 do ranking, as vagas ainda não são deles. Caberá à CBTKD e ao CPB definirem quem utilizará essas cotas nessas categorias.

Em busca de mais uma vaga

O Brasil possui quatro mulheres e dois homens já garantidos em Paris. Ainda haverá um Pré-Paralímpico das Américas no ano que vem, que classificará um atleta por categoria. O Brasil poderá participar dessa competição apenas com um homem, porque a World Taekwondo estabelecem que um país só pode enviar lutadores para o torneio continental se não tiver mais do que três atletas já classificados via ranking mundial naquele gênero.

Os Jogos Paralímpicos de Paris-2024 acontecerão entre 28 de agosto e 8 de setembro de 2024. O parataekwondo fez sua estreia em Paralimpíadas em Tóquio-2020 e o Brasil brilhou, conquistando um ouro, uma prata e um bronze e liderando o quadro de medalhas da modalidade. Em 2023, o país faturou cinco medalhas no Campeonato Mundial e foi ao pódio 16 vezes no Parapan de Santiago-2023.

*Com informações do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes