PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Síndico não é dono': torcedores do Vasco fazem adesivos provocativos para distribuir em partida no Maracanã

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

02/07/2022 20h03

Em meio às polêmicas entre Vasco, Flamengo e Fluminense sobre a utilização do Maracanã, os vascaínos encontraram uma forma bem humorada de provocar e brincar com os rivais. Através de uma “vaquinha” feita pelas redes sociais, dois amigos vascaínos, que preferem não se identificar, fizeram uma campanha para a produção de adesivos com mensagens alusivas ao assunto que virou até disputa judicial nos últimos dias. Com o apoio dos torcedores, os cruz-maltinos conseguiram produzir 3 mil adesivos, além de imprimir em 700 folhas A3 com outra frase provocativa, que serão distribuídos no domingo, nos arredores do Maraca, antes da partida contra o Sport, que acontece às 16h.

+ Vasco x Sport: prováveis escalações, onde assistir e palpites

Em poucas horas de campanha no Twitter, os dois amigos conseguiram arrecadar R$ 1.700. Foram 34 doações feitas por vascaínos de todo o Brasil. Os adesivos terão as seguintes mensagens: “Síndico (com as cores de Fluminense e Flamengo) não é dono”, “São Januário é meio, o Maraca é nosso, 87 é do Sport” e “O Maraca é nosso botequim”. Este último em alusão ao argumento usado pelo Rubro-Negro na ação judicial sobre a realização da partida no Maracanã, quando o clube disse que o Vasco usava uma “lógica de botequim”. Um outro adesivo também foi feito com a imagem de Marcos Braz, vice-presidente de futebol do clube da Gávea.

Além dos adesivos, também serão distribuídas 700 folhas A3 com a mensagem “Síndico não é dono”. Os torcedores vão distribuir os adesivos e as folhas no Bar Beija-Flor, em frente a UERJ, na Rua São Francisco Xavier, próximo ao Maracanã, antes do duelo contra o Sport. Em um esforço coletivo, assim como foi feito na vaquinha, um grupo de torcedores se reuniu neste sábado para cortar os rolos de adesivos.

A folha A3 que será distribuída neste domingo nos arredores do Maracanã (Foto: Arquivo pessoal)

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

O desejo do Vasco de mandar jogos no Maracanã tem gerado polêmica desde o começo de junho. Na ocasião, o Consórcio aumentou o valor do aluguel para a partida contra o Cruzeiro e vetou a participação do Cruz-Maltino na receita dos bares, além de proibir o clube de colocar uma faixa na mureta do estádio com a frase “Respeito, Igualdade, Inclusão”. Depois, o Consórcio negou duas vezes o pedido do Vasco de realizar a partida contra o Sport no local. Assim, o clube entrou com a ação judicial na última sexta-feira e conseguiu a liminar que permitiu a realização da partida no Maraca. O Flamengo entrou com recurso, mas, na última quinta-feira, o pedido foi negado.

Futebol