PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jaguars superam Dolphins e enfim vencem a primeira em 2021

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

17/10/2021 15h25

E o sol brilhou em Londres! Na manhã deste domingo (17), o Jacksonville Jaguars “recebeu” o Miami Dolphins no Tottenham Stadium, estádio na capital britânica que faz parte do programa de internacionalização da NFL. E os mandantes (só no papel) quebraram uma sequência de 20 derrotas consecutivas após a vitória por 23 a 20, com direito a field goals emocionantes no último quarto.

As expectativas foram maiores ainda por ser o reencontro dos quarterbacks que fizeram a final do College em 2018: Tua Tagovailoa, Dolphins e ex-Alabama, e Trevor Lawrence, Jaguars e ex-Clemson. E o desfecho foi o mesmo para Sunshine (vitória sobre Tuaman), assim como a final do College de 2019 que se repetiu na semana 4 (derrota para os Bengals de Joe Burrow).

O jogo começou com ambos os times pontuando em seus primeiros drives. Miami abriu o placar com um passe de Tagovailoa para o calouro Jaylen Waddle, e em seguida os Jaguars anotaram o primeiro, mas menos emocionante, dos três field goals: Dolphins 7-3 Jaguars.

No segundo quarto, dois chutes do kicker Jason Sanders ampliaram a vantagem dos Dolphins. Com uma coleção de drops dos recebedores de Jacksonville e muitas blitzes da defesa de Miami (para compensar a ausência dos dois principais cornerbacks do time, Xavien Howard e Byron Jones), Lawrence estava com dificuldades para pontuar, mas com alguns minutos antes do intervalo, o quarterback teve um bom drive e conseguiu um passe de 29 jardas para Marvin Jones receber na endzone e fazer os Jaguars encostarem no placar: Dolphins 13-10 Jaguars.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

O terceiro quarto começou com uma campanha de 2 minutos de 30 segundos que terminou em um touchdown corrido de James Robinson para a primeira virada dos Jaguars. No mesmo quarto, houve um festival de turnovers forçados pelas apagadas defesas: Lawrence foi sackado pelo defensive end Christian Wilkins, um ex-companheiro de Clemson, e o fumble foi recuperado pelos Dolphins. Na jogada seguinte, Tagovailoa foi interceptado pelo cornerback Nevin Lawson, e não houve mais pontuações no terceiro quarto: Dolphins 13-17 Jaguars.

Nos últimos 15 minutos do embate em Londres, os Dolphins até viraram o placar com outra conexão de Tagovailoa para Waddle, mas o treinador Brian Flores desperdiçou dois timeouts (que poderiam ser úteis nos minutos finais) ao perder dois desafios, um por passe incompleto e um por toque na bola do punt returner. Depois, os Jaguars empataram com o kicker Matthew Wright marcando um field goal com curva que gerou comemoração antecipada da defesa: Dolphins 20-20 Jaguars.

E já no two minute warning, os Dolphins tinham a bola para tentar a vitória, mas um turnover on downs no meio do campo facilitou o trabalho do ataque de Trevor Lawrence, que só precisou posicionar o time perto o suficiente para que Wright chutasse para 53 jardas o field goal da vitória: Dolphins 20-23 Jaguars.

Números dos quarterbacks:

Trevor Lawrence (JAX): 25/41, 319 jardas, 1 touchdown, 1 fumble perdido
Tua Tagovailoa (MIA): 33/47, 329 jardas, 2 touchdowns, 1 interceptação

Agora com a pior campanha da AFC, o Miami Dolphins do pressionado Tua Tagovailoa (que vê seus companheiros de classe Justin Herbert e Joe Burrow despontarem na temporada) retorna aos Estados Unidos e recebe o Atlanta Falcons no próximo domingo (24), às 14h (horário de Brasília). Já o Jacksonville Jaguars, mais tranquilo após vencer a primeira na temporada, terá a bye week antes de visitar o Seattle Seahawks, às 17h05 (horário de Brasília) do dia 31 de outubro.

Quanto aos jogos fora dos Estados Unidos (que já são tradicionais no México e no Reino Unido), a NFL anunciou na última semana que levará um jogo à Alemanha em 2022, e atualmente está estudando se será em Munique, Frankfurt ou Dusseldorf. A expectativa é que, por lógica, a NFL consiga ainda nesta década trazer um jogo de temporada regular para o Brasil, um mercado consumidor em ascensão e importante para a bola oval.

Quer ficar por dentro de tudo dos esportes americanos? Siga o Podcast Timeout no Spotify!

Futebol