PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

Conheça o Sheriff, da Moldávia, a sensação da Champions que desafia o Real

Jogadores do Sheriff comemoram vitória sobre o Shakhtar Donetsk na Liga dos Campeões - Alex Nicodim/DeFodi Images via Getty Images
Jogadores do Sheriff comemoram vitória sobre o Shakhtar Donetsk na Liga dos Campeões Imagem: Alex Nicodim/DeFodi Images via Getty Images

Esporte News Mundo

27/09/2021 04h00

A segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões reserva um dia histórico para o modesto Sheriff Tiraspol, time de uma região separatista Moldávia que chamou atenção nas fases anteriores, venceu o Shakhtar Donetsk há duas semanas e agora enfrenta o Real Madrid.

Maior campeão da Moldávia com 19 títulos neste século, o Sheriff fica localizado em Tiraspol, cidade de cerca de 160 mil habitantes e capital da Transnístria, uma autoproclamada república socialista. Apesar de estar em território moldavo, a região se identifica com a extinta União Soviética, tem o russo como idioma oficial e se declarou unilateralmente independente em 1990 - mas não é reconhecida internacionalmente.

Daí que o desempenho do Sheriff na Champions League é bandeira para o separatismo da Transnístria, e o clube tem feito sucesso. Nas fases preliminares, eliminou o Teuta, da Albânia, com agregado de 5 a 0. Depois, teve duas vitórias sobre o armênio Alashkert, eliminou o tradicional Estrela Vermelha, campeão europeu em 1991, e ainda passou pelo croata Dínamo de Zagreb para alcançar a fase de grupos de forma inédita e histórica. É o primeiro time da Moldávia a chegar tão longe.

O Sheriff é o azarão do grupo D, mas estreou com vitória surpreendente por 2 a 0 sobre o Shakhtar, no último dia 15, e virou de vez a sensação da Champions. Como o Real Madrid venceu a Inter de Milão por 1 a 0, o clube da Moldávia ainda pode tirar a onda de liderar a chave após a rodada inicial.

O Sheriff agora faz a viagem mais simbólica de sua participação na competição: vai à Espanha para desafiar o maior campeão europeu, o Real Madrid, em duelo das 16h (de Brasília) de amanhã (28).

Embora seja improvável dar zebra no Santiago Bernabéu, o Sheriff já mostrou que está confortável na condição de azarão.