PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fifa pune seleção húngara por comportamento racista de torcedores em partida

21/09/2021 21h20

Redação Central, 21 set (EFE).- A Fifa anunciou nesta terça-feira que a seleção da Hungria foi punida com a obrigação de disputar o próximo jogo como mandante pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 sem público no estádio, devido ao comportamento racista de torcedores durante duelo com a Inglaterra, no último dia 2.

Além disso, a Comissão Disciplinar da entidade, que avaliou o caso, determinou o pagamento de multa de 200 mil francos suíços (R$ 1,14 milhão) à federação de futebol do país.

De acordo com a Fifa, foram registrados insultos e comportamentos racistas, lançamento de objetos, uso de fogos de artifício, bloqueio de escadas, realizados por um grande número de torcedores durante o jogo disputado na Puskas Arena, em Budapeste.

"A Fifa rechaça firme e claramente toda a forma de racismo ou violência, assim como qualquer outro tipo de discriminação ou abuso, e não tolerará, em absoluto, esse tipo de comportamentos no futebol", indica nota emitida pela entidade.

A Comissão Disciplinar ainda decidiu que "em caso de reincidência durante os próximos dois anos, será aplicado outro jogo de punição".

O próximo compromisso da seleção da Hungria em casa está marcado para o próximo dia 9, contra a Albânia, também na Puskas Arena, pela sétima rodada do grupo I das Eliminatórias europeias para o Mundial de 2022, que acontecerá no Catar.

Os húngaros ocupam o quarto lugar da chave, com dez pontos, dois a menos que, justamente, a seleção albanesa, que está na vice-liderança da chave, atrás da Inglaterra, o que garantia vaga na repescagem continental. EFE

omm/bg

Esporte