Topo

Esporte


Companheiros de seleção saem em defesa de Neymar: "Ele tem que estar conosco"

24/05/2019 17h20

Teresópolis (RJ), 24 mai (EFE).- Os jogadores da seleção brasileira que já se concentram para a Copa América na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), defenderam nesta sexta-feira a convocação de Neymar, que se tornou alvo de críticas após ter agredido um torcedor francês no mês passado.

O camisa 10 da seleção e do Paris Saint-Germain foi punido com três partidas de suspensão pela Federação de Futebol da França (FFF) por ter agredido um torcedor do Rennes ao ser provocado após a derrota do PSG na final da Copa da França.

Apenas oito dos 23 convocados pelo técnico Tite já participam das atividades no centro de treinamento da CBF, entre eles o goleiro Ederson, do Manchester City, e os atacantes Richarlison, do Everton, e David Neres, do Ajax, que saíram em defesa de Neymar.

"Neymar é o melhor jogador brasileiro. Isso não dá para negar. Então, se é o melhor, tem que estar conosco. Ele também é um líder e está há muito tempo na seleção. Tem que estar junto com o grupo", afirmou o goleiro Ederson, campeão inglês com o City.

Richarlison, que já fez dupla de ataque com Neymar na seleção, não poupou elogios ao companheiro.

"Jogar com Neymar é diferente. Nós combinamos algumas jogadas quando estamos juntos na seleção. E todos sabemos a felicidade que é jogar com ele. Sabemos que qualquer bola dele nos deixa na cara do gol. É muito importante que ele esteja na equipe", comentou.

Em entrevista coletiva na semana passada, Tite opinou que Neymar errou ao agredir o torcedor e não garantiu a braçadeira de capitão ao jogador, com quem pretende conversar pessoalmente.

"Isso é uma decisão de Tite, é ele quem decide. Independentemente de quem for o capitão, estamos aqui para fazer o melhor pela seleção", disse Richarlison.

Na mesma linha, David Neres apoiou a presença de Neymar no grupo e se manteve alheio à decisão do técnico sobre quem será o capitão da equipe.

"Não cabe a mim dizer, é com o professor. E não importa que é o capitão, sempre vou respeitar e escutar os mais experientes. Acredito que ele (Neymar) é uma referência para todo jogador brasileiro, assim como para mim. Vou tentar aprender o máximo com ele para ajudar a equipe, que tem tudo para vencer porque todos sabem que é um dos melhores do mundo", ressaltou.

Na opinião do jogador do Ajax, a exigência "é uma coisa normal do futebol" e o fato de Neymar ser um dos jogadores mais badalados do mundo aumenta a cobrança em relação ao comportamento dentro e fora de campo.

"Acho que, por ser quem ele é, (Neymar) é muito exigido, por ser a maior referência do futebol brasileiro. Mas a exigência é normal, faz parte do futebol. Todos os jogadores são exigidos. É uma coisa normal do futebol", acrescentou. EFE

Mais Esporte