PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jogadores russos são condenados por agressão e vandalismo

Apesar da pena, Aleksandr Kokorin e Pavel Mamaev devem deixar a prisão em aproximadamente três meses - Alex Livesey/Getty Images
Apesar da pena, Aleksandr Kokorin e Pavel Mamaev devem deixar a prisão em aproximadamente três meses Imagem: Alex Livesey/Getty Images

Da EFE, em Moscou

08/05/2019 14h01

O atacante russo Aleksandr Kokorin, do Zenit São Petersburgo, e o meia Pavel Mamaev, do Krasnodar, ambos com passagem pela seleção russa de futebol, foram condenados por envolvimento em uma briga em um bar de Moscou, em outubro do ano passado.

O juiz do caso, dessa forma, atendeu ao pedido do Ministério Público local, e considerou culpados os dois jogadores pelos crimes de agressão e vandalismo. Ambos já estão encarcerados há sete meses, de maneira preventiva.

Kokorin foi condenado a 13 meses e meio de prisão, com isso, ainda a sentença determina que siga atrás das grades até o fim de novembro. Mamaev, por sua vez, pegou uma pena um mês menos, o que permite deixar a detenção em outubro.

O código penal da Rússia, no entanto, determina que cada dia de prisão preventiva conta como um dia e meio da pena definitiva, por isso, ambos poderão estar livres em aproximadamente três meses.

Kokorin e Mamaev, em outubro do ano passado, foram flagrados agredindo funcionários do alto escalão do Ministério da Indústria e Comércio do país, além do motorista de uma apresentadora da emissora pública de televisão.

A defesa dos dois jogadores argumentou que ambos reagiram de maneira violenta a provocações e insultos recebidos.

Também foi condenado hoje um amigo dos dois jogadores, Aleksandr Protasovitski, a um ano e cinco meses de prisão. Já Kiril Kokorin acabou condenado a cumprir 11 meses de trabalhos comunitários.

Esporte