PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dono dos Patriots é acusado formalmente por envolvimento com prostituição

25/02/2019 19h49

Redação Central, 25 fev (EFE).- As autoridades do distrito de Palm Beach, na Flórida, apresentaram formalmente nesta segunda-feira duas acusações por envolvimento com prostituição contra o dono do New England Patriots, Robert Kraft.

Segundo a acusação, Kraft foi na manhã do dia 20 de janeiro até a uma casa de massagens na Flórida para contratar serviços sexuais. Na parte da tarde, o dono da franquia assistiu à vitória de seu time sobre o Kansas City Chiefs na final da Conferência Americana da NFL.

Duas semanas depois, os Patriots bateram o Los Angeles Rams no SuperBowl e conquistaram o mais um título da NFL.

Os documentos apresentados pela promotoria do distrito de Palm Beach mostram que Kraft foi duas vezes ao salão em menos de 24 horas. No local, ele foi gravado por uma câmera de segurança pagando US$ 100 a uma mulher para que ela prestasse serviços sexuais.

O promotor do distrito de Palm Beach, Dave Aronberg, apresentou hoje o caso contra o dono dos Patriots, que responderá por duas acusações menores de prostituição em primeiro grau.

Se condenado, Kraft pode passar um ano na prisão, pagar uma multa de US$ 5 mil, ser obrigado a trabalhar 100 horas para um serviço comunitário e a assistir aulas sobre riscos do tráfico humano.

Após a divulgação do caso na última sexta-feira, um porta-voz de Kraft divulgou comunicado no qual o dono dos Patriots negava "categoricamente" ter qualquer envolvimento em atividade ilegal.

"Por se tratar de assunto judicial, não faremos nenhum tipo de comentário", afirmou a nota divulgada pela assessoria de Kraft.

As acusações contra Kraft ocorreram dentro de uma investigação contra a prostituição no condado de Palm Beach. A Justiça decretou ordens de prisão para cerca de 200 pessoas, e a expectativa é que o número aumente nos próximos dias.

A polícia local explicou que instalou câmeras de vigilância secretas em casas de massagem específicas, gravando em vídeo as interações entre os homens e as mulheres que se prostituíam.

Desde que Kraft comprou os Patriots em 1994, a equipe ganhou seis Super Bowls, o último sobre os Rams.

De acordo com a revista "Forbes", ele é a 79ª pessoa mais rica do país, com um patrimônio de US$ 6,6 bilhões.

A esposa de Kraft, Myra Hiatt, morreu em 2011. Notícias publicadas pela imprensa americana indicavam que ele se envolveu intimamente com a atriz Ricki Noel Landers, de 39 anos, a partir de 2012, mas as partes nunca revelaram publicamente a relação. EFE

Esporte