PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atlético de Madrid anuncia renovação de contrato com Simeone até 2022

14/02/2019 15h54

Madri, 14 fev (EFE).- O Atlético de Madrid anunciou nesta quinta-feira a renovação de contrato de Diego Simeone por mais dois anos, estendendo assim o vínculo com o técnico argentino até 2022.

Comandante do clube desde 2012, Simeone conquistou sete títulos no período e levou o Atlético de Madrid a duas finais de Liga dos Campeões, mas em ambas acabou derrotado pelo Real Madrid.

A notícia foi anunciada pelas redes sociais do clube, que aproveitaram a celebração dos Dia dos Namorados na Espanha para lançar a seguinte mensagem: "Simeone 2022, apaixonado pelo Atleti". A publicação é acompanhada de um vídeo do técnico caminhando pelos corredores do Estádio Wanda Metropolitano. A gravação também mostra a assinatura do novo vínculo com a equipe 'colchonera'.

"Agradeço ao presidente, aos dirigentes e a todas as pessoas do Atlético de Madrid pelo apoio à continuidade deste projeto. O futuro que nos espera até 2022 é de muita esperança, mas com muitos desafios", afirmou o Simeone.

"O que me fez renovar com o Atlético de Madrid é tudo o que vejo em relação ao futuro. Vejo trabalho, vejo gente envolvida para continuar crescendo, vejo esperança, vejo juventude que pode nos gerar progressos em nível de equipe", continuou o técnico.

O clube negociava a renovação de Simeone há alguns meses, mas não houve discordância entre as partes durante o diálogo. Para o técnico, havia sintonia entre todos os envolvidos: ele próprio, os jogadores, os dirigentes do Atlético e a torcida.

"Isso foi uma força muito grande que tivemos até hoje e esperamos que daqui adiante isso não mude", afirmou o técnico.

Simeone já comandou o Atlético de Madrid em 412 partidas oficiais desde a estreia no dia 7 de janeiro de 2012, um empate sem gols contra o Málaga. E, no período, se tornou o técnico mais vitorioso da história do clube, superando até Luis Aragonés em troféus.

São 252 vitórias, 93 empates e 67 derrotas, com 702 gols favoráveis e apenas 297 sofridos. Aragonés ainda é o recordista de partidas no comando do clube: 611.

Falta para técnico e clube o título da Liga dos Campeões. Na edição de 2013/14, em Lisboa, os 'colchoneros' sofreram um gol de Sergio Ramos no fim do jogo e, na prorrogação, o Real Madrid conseguiu uma vitória histórica para sagrar-se campeão. Duas temporadas depois, o Atlético parou na cobrança de pênaltis. EFE

Esporte