PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Juan Carlos Osorio alega "motivos familiares" e deixa seleção do Paraguai

13/02/2019 20h20

Assunção, 13 fev (EFE).- O técnico colombiano Juan Carlos Osorio anunciou nesta quarta-feira que deixou o comando da seleção do Paraguai, após apenas cinco meses no cargo.

"Por motivos familiares próprios, infelizmente não posso continuar no cargo. Gostaria de agradecer a todos pelo apoio. Foi um orgulho para mim dirigir, conduzir e treinar a seleção", disse o treinador em entrevista coletiva, em Assunção.

Por sua vez, o presidente da Associação Paraguaia de Futebol (APF), Robert Harrison, afirmou que a decisão foi tomada em "acordo mútuo" e que as partes cumpriram o contrato na totalidade.

Osorio assumiu o posto em setembro do ano passado com os objetivos de comandar a seleção do Paraguai na Copa América no Brasil e de conseguir a classificação para a Copa do Mundo de 2022, que será disputada no Catar.

Apesar de só ter comandado a seleção paraguaia em um amistoso, Osorio disse que a experiência no país foi "enriquecedora" e que ficou contente com o trabalho realizado desde setembro.

A direção da APF se reunirá amanhã para discutir a contratação de um novo técnico para seleção. Perguntado sobre possíveis nomes para assumir o cargo, Harrison desconversou.

A imprensa paraguaia especulou no fim de semana que Osorio estava prestes a deixar a seleção do país, mas o técnico desmentiu os jornalistas. Parte dos veículos chegou a afirmar que ele estava interessado em comandar a Colômbia.

Na Copa América, o Paraguai está no grupo B e estreia diante do Catar, seleção convidada para o torneio, no dia 16 de junho, no Maracanã. Três dias depois, a 'Albirroja' encara a Argentina, no Mineirão. A última partida da chave é contra a Colômbia, na Arena Fonte Nova, no dia 23 do mesmo mês. EFE

Esporte