PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Técnico pede à Roma ambição na Champions

11/02/2019 16h36

Roma, 11 fev (EFE).- O técnico da Roma, Eusebio Di Francesco, pediu nesta segunda-feira para seus jogadores demonstrarem ambição no confronto de oitavas de final da Liga dos Campeões, contra o Porto, cujo jogo de ida acontecerá nesta terça, e lembrou que no ano passado a equipe esteve a um passo da decisão.

"O caminho é longo, mas esta é uma boa ocasião para fazer um grande jogo e entusiasmar o ambiente. Na 'Champions', ainda mais, temos que ser ambiciosos", declarou Di Francesco durante entrevista coletiva no Estádio Olímpico de Roma, palco do duelo de amanhã.

O treinador italiano repassou a campanha passada dos 'Giallorossi' no torneio continental e destacou que o Olímpico se tornou uma fortaleza para o time. No estádio, a equipe da capital derrotou Chelsea (3 a 0), Shakhtar Donetsk (1 a 0) e Barcelona (3 a 0), chegando às semifinais, fase em que derrotou o Liverpool como mandante por 4 a 2, mas foi eliminado porque havia perdido por 5 a 2 na Inglaterra.

"Amanhã, será preciso uma mistura de experiência e brilho. A experiência de saber viver estas grandes partidas, porque você pode estar em grande forma atlética, mas de pouco adiante se depois as pernas tremerem", disse.

A Roma é apenas a sexta colocada do Campeonato Italiano, com 38 pontos, 25 a menos que a Juventus, primeira colocada, em 23 partidas. Já o Porto lidera o Português após 21 rodadas, com 51 pontos, uma a mais que o vice-líder Benfica.

"Nestes dois jogos, será fundamental ter solidez, sobretudo na ida. É preciso fazer um grande jogo defensivo, será determinante manter a nossa meta invicta. Mas será preciso também manter a nossa identidade, especialmente com jogadores capazes de saírem no contra-ataque", analisou.

No duelo no Olímpico, o técnico do Porto, Sergio Conceição, não poderá contar com os atacante Jesús Corona e Moussa Marega. Na visão de Di Francesco, o elenco dos 'Dragões' é suficientemente vasto.

"Eles têm ótimos substitutos, como (os brasileiros) Otávio e Tiquinho Soares. O Porto, além de tudo, é uma equipe unida, que sabe o que quer. É das equipes que mais duelos defensivos ganharam", comentou. EFE

Esporte