PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Zagueiro do Atlético reclama de arbitragem em lance com Vinícius Júnior

09/02/2019 17h04

Madri, 9 fev (EFE).- O zagueiro José María Giménez, do Atlético de Madrid, reclamou da arbitragem depois da derrota de sua equipe para o Real Madrid, no Wanda Metropolitano, por 3 a 1, jogo que valia a segunda posição do Campeonato Espanhol.

No fim do primeiro tempo, Giménez derrubou o brasileiro Vinícius Júnior perto da área. A arbitragem marcou pênalti do uruguaio no lance e confirmou a decisão depois de consultar o sistema de vídeo (VAR). No entanto, o jogador garante que tocou no adversário antes da linha, apesar de saber que a jogada era arriscada.

"Foi fora da área, tenho isso bastante claro. Conto para vocês o que ocorreu do meu ponto de vista. Foi falta, era uma jogada bastante arriscada da minha parte tentar tirar uma bola por trás. Tento tirar a bola e toco com minha perna no tornozelo dele fora da área. Depois, quando ele cai, há outro toque, que eu acredito que é o que o VAR viu. A falta foi fora da área. Não tenho nenhuma dúvida. E as imagens estão aí", reclamou Giménez depois da partida.

Apesar das críticas à arbitragem, o zagueiro também fez reflexões sobre os erros cometidos pela defesa do Atlético no jogo.

"Fomos brigar quatro ou cinco na bola e ela caiu para Casemiro, que estava desmarcado", analisou o defensor, comentando também a jogada que originou o pênalti convertido por Sergio Ramos.

"Vimos partidas anteriores que eles se defendiam e soltavam Benzema e Vinícius. Sabíamos disso e, mesmo assim, não soubemos como lidar com essa situação. Eles vieram sempre com muita gente no contra-ataque e acho que essa foi a estratégia: esperar para contra-atacar. Eles foram mais contundentes dentro da área", disse.

Para Giménez, apesar do lance do pênalti, a vitória do Real Madrid no clássico foi justa. "Eles fizeram um jogo mais inteligente", analisou o zagueiro do Atlético.

O zagueiro também comentou as chances da equipe de conquistar o Espanhol. Com a derrota de hoje, o Atlético foi ultrapassado pelo rival e ficou a seis pontos do Barcelona, líder do torneio, uma diferença que pode aumentar para nove dependendo do resultado entre a equipe catalã e o Athletic Bilbao amanhã.

"É uma distância bastante considerável no que diz respeito ao primeiro lugar. É complicado que o Barcelona perca nove pontos e agora o Real está aí. Mas não deixaremos de lutar, não deixaremos de tentar", concluiu o zagueiro. EFE

Esporte