PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Godín evita fazer críticas à arbitragem após derrota para o Real

09/02/2019 15h55

Madri, 9 fev (EFE).- O zagueiro Diego Godín, capitão do Atlético de Madrid, lamentou a derrota sofrida neste sábado para o Real Madrid, no Wanda Metropolitano, por 3 a 1 e evitou fazer críticas aos árbitros do jogo, que precisaram recorrer ao sistema de árbitro de vídeo (VAR) em pelo menos quatro oportunidades no clássico.

"O VAR e o árbitro estão aí para analisar essas jogadas. Não há nada o que dizer. Não podemos dizer nada", disse o jogador uruguaio, em entrevista concedida ainda no campo do Wanda Metropolitano.

O Atlético de Madrid reclamou muito de dois lances em especial. Primeiro, do pênalti sofrido pelo brasileiro Vinícius Júnior. Para os 'colchoneros', a falta cometida pelo zagueiro José Giménez foi fora da área. Depois, um gol marcado por Álvaro Morata foi anulado por impedimento não visto inicialmente pela arbitragem.

"A partida foi estranha. Eles saíram com uma pressão alta e, por momentos, pareciam que estavam nos dominando. No entanto, eles aproveitaram os contra-ataques para fazer seus gols", explicou.

"Eles chegaram poucas vezes e marcaram. Na jogada do gol de Casemiro não se pode culpar ninguém. Foi rápida, uma ação de bola parada que pode ocorrer. São coisas que precisamos corrigir, mas agora devemos olhar para frente", completou Godín.

O capitão do Atlético de Madrid também comentou a situação do clube na tabela. Agora terceiro colocado, com um ponto a menos que o Real, os 'colconheros' ainda podem ver o Barcelona abrir nove pontos de vantagem na liderança do Campeonato Espanhol.

"Se o Barcelona ganhar vai se afastar, mas dependemos só de nós nas próximas partidas", concluiu. EFE

Esporte