PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Técnico da Argentina é otimista sobre volta de Messi: "Bom pressentimento"

24/01/2019 23h29

Rio de Janeiro, 24 jan (EFE).- O técnico interino da Argentina, Lionel Scaloni, afirmou nesta quinta-feira que está confiante sobre a possibilidade de contar com o craque Lionel Messi na Copa América, que será disputada de 14 de junho a 7 de julho no Brasil.

"Conversamos nestes dias. Imagino que ele tenha assistido ao sorteio, assim como muitos companheiros, e quando chegar a hora falaremos com ele. Tenho um bom pressentimento, espero que possa estar conosco", afirmou o treinador na zona mista após o sorteio da competição, realizado no Rio de Janeiro.

Messi defendeu a Argentina pela última vez na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, quando a seleção, na época treinada por Jorge Sampaoli, foi eliminada nas oitavas de final pela França. Desde então, pediu para não ser convocado.

"Não posso pensar em algo que ainda não sei se vai acontecer, mas conversaremos. Gostaria que esteja, e estamos confiantes, mas o mais importante é a Argentina", comentou Scaloni ao ser questionado sobre a possibilidade de Messi não retornar à seleção.

No grupo B da Copa América, a Argentina estreará contra a Colômbia no dia 15 de junho, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O rival na segunda rodada será o Paraguai, no dia 19, no Mineirão, em Belo Horizonte. Para fechar a fase de grupos, a 'Albiceleste' terá pela frente o Catar, no dia 23, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Scaloni considerou o grupo complicado e enfatizou que não considera a Argentina favorita ao título, já que a seleção passa por um momento de reformulação.

"Não estamos em condições de dizer que somos favoritos, estamos em um processo de consolidação. Tem gente que ainda não tem muitas partidas pela seleção, alguns podem ser importantes. Temos condições de dizer que vamos à luta. Essa competição é muito complicada, é preciso pensar positivo e nada mais", declarou.

Ao falar sobre o que espera do torneio em termos de infraestrutura, Scaloni elogiou os trabalhos de organização da Copa do Mundo de 2014 e ressaltou que o Brasil tem condições para sediar uma Copa América de alto nível.

"A Copa de 2014 foi um sucesso de infraestrutura, e o Brasil tem tudo para sediar um grande evento. Acreditamos que será uma Copa América extraordinária", opinou. EFE

Esporte