PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Liverpool bate Palace no sufoco e mantém vantagem na ponta; United vence a 7ª

19/01/2019 15h53

Londres, 19 jan (EFE).- Em um jogo muito movimentado e de sete gols no estádio Anfield Road, o Liverpool espantou a zebra e venceu o Crystal Palace por 4 a 3 neste sábado, pela 23ª rodada, e garantiu ao menos a manutenção da vantagem de quatro pontos na liderança do Campeonato Inglês, enquanto o Manchester United obteve o sétimo triunfo em sete partidas desde a chegada do técnico Ole Gunnar Solskjaer.

O Palace se tornou uma pedra no sapato dos 'Reds' nos últimos anos. Na temporada 2013-2014, que poderia ter dado fim ao jejum de títulos do pentacampeão europeu na Premier League, um empate com o time londrino em 3 a 3 deixou o troféu mais perto do Manchester City, que viria a garanti-lo semanas depois.

Além disso, os 'Eagles' foram o último concorrente a vencer o Liverpool no Alfield pelo Inglês, o que aconteceu há quase dois anos. Desde então, já são 32 jogos de invencibilidade.

A tática da equipe dirigida pelo técnico Roy Hodgson foi a mesma que deu certo na vitória sobre o City, vice-líder, no dia 22 de dezembro, em pleno Etihad Stadium: explorar os contra-ataques. A ideia surtiu efeito aos 34 minutos, quando Zaha foi ao fundo pela esquerda e tocou para trás até Townsend, que chutou rasteiro de primeira e fez 1 a 0.

A rede balançou apenas uma vez antes do intervalo, mas na etapa final saíram seis gols, o primeiro logo com um minuto de bola rolando. A zaga dos visitantes bateu cabeça, Van Dijk arriscou de longe e, após desvio na marcação, Salah pegou a sobra e ampliou.

Embalado, o Liverpool desempatou pouco depois, aos oito, com Firmino. Entretanto, aos 20, depois de cobrança de escanteio, Fabinho e Van Dijk não cortaram e Tomkins deixou tudo igual em cabeceio firme.

Apesar de todo o esforço para resistir ao líder, o Palace cometeu erros capitais que lhe impediram de sair do Anfield com um ponto. Aos 30, Milner cruzou, o goleiro Speroni, titular devido às lesões de Hennessey e Guaita, espalmou para trás e Salah marcou mais um.

A vitória do time anfitrião foi confirmada aos 48 minutos, com gol de Mané, em contra-ataque pela esquerda. Meyer ainda descontou aos 50, mas os 'Reds' não deixaram a vitória escapar.

O Liverpool, que além de Firmino contou com o goleiro Alisson e o volante Fabinho entre os titulares, foi a 60 pontos, sete a mais que o City, que neste domingo visitará o lanterna Huddersfield. Já o Palace ainda é 14º colocado, com 22 pontos, a três do Cardiff, que abre a zona de rebaixamento.

Ainda sonhando se colocar entre os quatro primeiros, o United continua embalado sob o comando de Solkjaer e fez 2 a 1 sobre o Brighton no Old Trafford, indo a 44 pontos. Pogba, em pênalti sofrido por ele mesmo, e Rashford, em bonita finalização cruzada, abriram dois gols de frente para os 'Diabos Vermelhos'. Pascal Gross descontou para os visitantes, que vem em 13º lugar.

A sétima colocação do Inglês, com 33 pontos, é do Watford, que recebeu o Burnley e empatou em 0 a 0. Quem vem em oitavo lugar é o Wolverhampton, que ganhou do Leicester por 4 a 3 no Molineux Stadium, com três gols do português Diogo Jota, o último deles aos 48 minutos do segundo tempo. A equipe mandante foi a 32 pontos e deixou os 'Foxes', nonos, com 31.

Os donos da décima e 11ª posições, respectivamente West Ham e Everton, foram derrotados. Os 'Hammers' levaram 2 a 0 do Bournemouth, e os 'Toffees' visitaram o Southampton e perderam por 2 a 1. EFE

Esporte