PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Casemiro faz golaço, Real bate Sevilla e ganha paz em temporada turbulenta

19/01/2019 16h25

Madri, 19 jan (EFE).- Em uma de suas melhores exibições em uma temporada conturbada, o Real Madrid assumiu neste sábado a terceira posição do Campeonato Espanhol ao vencer o Sevilla por 2 a 0, em confronto direto disputado no estádio Santiago Bernabéu, com direito a um bonito gol do volante Casemiro.

O técnico do Real, Santiago Solari, que vinha sendo contestado, apesar de ter assumido o time no fim de outubro, escalou dois brasileiros entre os titulares, Casemiro e o atacante Vinícius Júnior. Já o lateral-esquerdo Marcelo, um dos mais criticados pela torcida nas últimas semanas, ficou no banco e não foi aproveitado.

No Sevilla, o também lateral-esquerdo Guilherme Arana, que poderia voltar ao futebol brasileiro pouco mais de um ano depois de ter deixado o Corinthians, sequer foi relacionado.

O começo de jogo foi ruim. O time visitante parecia nervoso com a bola nos pés, enquanto o atual tricampeão europeu, com maior posse, criava pouco e dependia excessivamente do talento individual de Vinícius Júnior, mais uma vez pouco acionado.

Aos poucos, porém, o Sevilla cresceu com muitas jogadas pelos lados, mas o goleiro Courtois, recuperado de lesão, segurou as pontas para os donos da casa, que passaram a apostar nos contra-ataques.

Na volta do intervalo, os donos da casa passaram a ser mais incisivos e acertaram o travessão em chute de Ceballos. Até que aos 33 minutos, Casemiro recebeu na intermediária, levou para o pé direito e acertou linda finalização no ângulo para abrir o placar.

Melhor em campo, ditando o ritmo do meio do Real como nas grandes atuações que no ano passado lhe renderam o prêmio The Best, da Fifa, e a Bola de Ouro, Modric teve a atuação coroada com gol nos acréscimos. Carriço vacilou na saída de bola e o croata mandou para a rede.

O Real Madrid ultrapassou o adversário e foi a 34 pontos, ficando atrás apenas de Barcelona e Atlético de Madrid. O Sevilla caiu para quarta, com 31. EFE

Esporte