PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dirigente da Juve revela que CR7 disse "sim" após título da Champions

24/12/2018 14h32

Roma, 24 dez (EFE).- O diretor esportivo da Juventus, Fabio Paratici, revelou que o português Cristiano Ronaldo confirmou o desejo de se transferir para a 'Velha Senhora' em maio passado, pouco depois de ter conquistado o título da Liga dos Campeões pelo Real Madrid pela quarta vez, a terceira seguida.

"Com Cristiano, foi bastante fácil porque ele queria ser contratado pela Juventus. Não houve necessidade de convencê-lo. Pouco depois da final da Champions, ele já havia decidido. Ele disse 'se a Juventus quer, eu só quero a Juventus'", afirmou Paratici em entrevista publicada nesta segunda-feira pela emissora italiana "Sky Sport".

O desejo do craque, que defendeu o Real de 2009 a 2018, foi confirmado a Paratici pelo representante do camisa 7, Jorge Mendes, enquanto o empresário fechava a transferência de outro português para a Juve, o lateral João Cancelo.

"Ele (Mendes) me falou: 'você não vai acreditar, mas Cristiano quer ir para a Juventus'. E eu lhe respondi: 'não é verdade que não acredito, mas me parece complicado que tudo dê certo'", relatou o dirigente, cujo clube pagou 112 milhões de euros ao Real.

Na sequência, Paratici propôs a contratação de Cristiano ao presidente da Juventus, Andrea Agnelli, que demorou três horas para dar o sinal verde para oferecer ao cinco vezes melhor do mundo quatro anos de contrato por 31 milhões de euros líquidos por temporada.

"Quando saí do escritório dele (de Agnelli), acreditei que poderíamos concretizar a operação. Agnelli me disse: 'me deixa pensar por dois ou três dias', mas me ligou depois de três horas", disse Paratici, que se reuniu sucessivamente com os advogados da Juventus e de Cristiano durante um dia para preparar o contrato.

Foi a contratação mais cara da história do futebol italiano, e Cristiano começou a nova experiência na primeira divisão do Campeonato Italiano com 11 gols e cinco assistências em 17 partidas, contribuindo para que o time 'bianconero' lidere o torneio com uma pontuação recorde: 49 pontos em 17 rodadas. O Napoli, segundo colocado, tem 41. EFE

Esporte