PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Valencia vence, e Sevilla salva empate com dez em campo pelo Espanhol

23/12/2018 19h03

(Corrige lead e décimo parágrafo).

Redação Central, 22 dez (EFE).- O Sevilla arrancou um empate neste domingo com o Leganés, fora de casa, por 1 a 1, graças a um gol de Ben Yedder nos acréscimos do segundo tempo, mas perdeu a segunda posição do Campeonato Espanhol, posto agora ocupado pelo Atlético de Madrid, ao fim da 17ª rodada da competição.

O gol do atacante tunisiano após cruzamento de Roque Mesa deu um ponto precioso ao time comandado por Pablo Machín, que amplia para oito a sequência de jogos sem derrota, devido a expulsão de Franco Vázquez no intervalo após chamar o árbitro de "sem vergonha".

Antes, logo no início, o Leganés havia marcado com Iker Vesga.

O empate deixa o Sevilla a cinco pontos do líder Barcelona e a dois do Atlético, segundo colocado. A situação ainda pode piorar caso o Real Madrid vença o jogo contra o Villarreal no próximo dia 3 de janeiro, adiado devido à participação no Mundial de Clubes.

Outro gol nos acréscimos, desta vez do italiano Cristiano Piccini, deu ao Valencia uma importante vitória sobre o lanterna Huesca, de virada, por 2 a 1, em pleno Estádio Mestalla.

O sofrimento da equipe comandada por Marcelino García Toral foi tão grande que, enquanto os jogadores celebravam o triunfo, parte da torcida criticava a atuação do time, apesar dos três pontos.

Dani Parejo abriu o placar para os visitantes aos 25 minutos do primeiro tempo. O empate só veio na etapa final, com Juan Camilo Hernández, em cobrança de pênalti, aos 26.

O Huesca até teve chances de ganhar em uma falta de David Ferrero que explodiu no travessão, mas o Valencia conseguiu a vitória com uma bomba de perna esquerda de Piccini.

A vitória, a quarta seguida, deixa o Valencia com 22 pontos, na oitava posição, quatro a menos que o Betis, sexto colocado e último dentro da zona de classificação para a Liga Europa.

A situação do Huesca, por outro lado, é cada vez mais complicada. Com apenas oito pontos conquistados em 17 rodadas, a equipe está oito atrás do Athletic de Bilbao, primeiro fora da zona do rebaixamento.

Na última partida do ano no Espanhol, o Rayo Vallecano venceu o Levante por 2 a 1 e ganhou pontos importantes na luta contra a degola. Toño colocou os donos da casa na frente do placar pouco antes do intervalo, mas Rúben Rochina conseguiu o empate no segundo tempo. Sete minutos depois, Raúl De Tomás garantiu o triunfo.

O resultado deixa o Rayo com 13 pontos, ainda na vice-lanterna, mas apenas três pontos atrás do Athletic. Já o Levante segue na décima posição do torneio, com 22 pontos. EFE

Esporte