PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Polícia acaba com comemoração de torcedores do River após atos de violência

Torcedores do River Plate comemoram título da Libertadores em frente ao Obeslico, em Buenos Aires - MARTIN ZABALA
Torcedores do River Plate comemoram título da Libertadores em frente ao Obeslico, em Buenos Aires Imagem: MARTIN ZABALA

10/12/2018 07h18

A Polícia acabou nesta madrugada com a comemoração dos torcedores do River Plate no Obelisco de Buenos Aires depois que alguns deles começaram a jogar pedras e outros objetos contra agentes que integravam o esquema de segurança na região. Eles estavam celebrando o título da Libertadores.

Segundo confirmaram à Agência Efe fontes oficiais, houve cerca de 20 pessoas detidas e liberadas posteriormente por causa das agressões e pelo menos três policias ficaram feridos com diferentes traumatismos.

Leia também:

Perto da meia-noite, em uma festa que acontecia em paz desde que se soube da vitória do River Plate em Madri contra o Boca Juniors na final da Taça Libertadores, um grupo de torcedores violentos começou a agredir as pessoas, a brigar entre eles e a jogar objetos contra a Polícia e os automóveis de redes de televisão, sendo dispersados pelas forças de segurança.

Os incidentes, segundo as fontes, foram atribuídos principalmente à alta ingestão de álcool por parte da multidão concentrada na avenida 9 de Julho, onde fica o Obelisco.

A Polícia reagiu jogando gás e atirando balas de borracha para dispersar os torcedores violentos.

Mesmo antes de as pessoas começarem a ir embora do local após cinco horas de comemorações, os agentes começaram a esvaziar a região para evitar mais incidentes.

Antes dos fatos, a Polícia tinha informado de apreensões de bebidas alcoólicas entre os torcedores.

Além do Obelisco, uma multidão de torcedores se reuniu nas imediações do estádio Antonio Vespucio Liberti, mais conhecido como o Monumental de Nuñez, do River Plate, situado no bairro de Belgrano.

Segundo os últimos dados divulgados, no total cerca de 20 mil pessoas estiveram em ambos os pontos de comemoração.

Pouco depois de o River se tornar campeão, os torcedores foram chegando ao Obelisco sob a intensa chuva que caía sobre Buenos Aires, e de forma progressiva foram lotando a região.

Além disso, centenas de torcedores subiram em cima do carro e circularam pelas ruas abertas tocando a buzina, balançando bandeiras para fora da janela e cantando para seu clube.

A operação de segurança ficou a cargo da Polícia da Cidade de Buenos Aires, em parceria com a Polícia Federal, que evitaram os locais como o que obrigou a suspensão no dia 24 de novembro da primeira partida programada da volta da final.

Naquele dia, torcedores do River jogaram contra o ônibus do Boca, quando chegava ao Monumental, várias pedras e objetos que deixaram vários jogadores feridos, e nos arredores do estádio torcedores provocaram distúrbios com agentes.

Para as comemorações deste domingo no Obelisco foi colocada uma cerca com o objetivo de proteger as fachadas dos prédios, enquanto as entradas das ruas ficaram abertas para a circulação das pessoas.

Esporte